Pages

Wednesday, April 07, 2010

video


é assim tipo uma segunda prenda de meu aniversário para ti, que me apareceu com a primeira que aqui neste altar do mundo te ofereci

ice assento , e, ass si maior t ip o , uma se gun da p ren dede me vaso ani ver sário para das ti, quadrado da ue me ap par c eu com da primeira , pr emi da mira rac quadrado da q ue a qui neste al tar do mundo te o fer rec ii

o primeiro epsidodio de uma serie que depois se tornou de culto, assim esteve tres anos no ar na televisao, canal dois da rtp,

circulo do primeiro ep ps psi dodi, ode uma se rie q ue d ep o is se torno , vaso de c u l to, as si maior es teve t ratos es anos no da ar na tele e na visao, c ana l do is da rata do tp, triunfo dos porcos

pop off numero um que sempre me lembra o grande artista russo, que declina agora em meus olhos tambem em pop, popo, carro, do circulo do lodo, ff , o do ,fon, efe, um do mr ro do one

p o pof fn um mer do ero primeiro rum, pi rata, q ue se mp reme lem br ado dog rande art ista russo, quadrado da ue dec l ina do agora em me u sol ohos t am tambem em pop, popo, carro, do circulo do lodo, ff o n um mr ro do one

aqui veras uma imagem simbolo da heidi, uma heidi que aos frames tais, tem por detras de si, imagens que estao no generico, dos homens que martelam as cavilhas dos rails , neste caso dos electricos, e sendo que outras maquinas tambem neles andam , ou costumam andar quando tudo regula bem, como quando nos beijamos muito


primeira qui aqui da vera s uma mai ima mage ge maior si mb olo da he id di, uma heidi dik q ue primeira os fr am es tais, es v br, te maior do por, det ra serpente de si, ima ge ns quadrado da ue es tao no g ene rico, do os serpentes h omens en ns q ue mar tela lam am às das c av ilha serpente sd do os rai , serpente primeiro , nest é caso dos electricos, e s en doque ue de outras ma quinas t am tambem nel es anda do dam da am , o u cos u tm mam am, anda rato qua ando tudo reg da gula b em, mc omo qua ando nós bei j am amos mu it circulo


uma antiga imagem aqui comentada, filmada à frente do palacio da presidencia, belem, da policia e de uma residencial com umas belas escadas em caracol


uma ante ti g a ima ge maqui com en t ad a, fi lam madeira da primeira fr en te do pala do ac do cio da pr es id en cia de belem, da pol i ca, é de uma r e s id en cia al com uma serpente sb de belas, es c ad as em cara rac co primeiro

tras belo e simbolico nome, esta rapariga de collants vermelhos que aqui faz um genero de heidi, como uma outra heidi, a cristina coutinho, assim com totos algumas vezes a vi


t ra ss serpente aguia b elo e si mb o lic on om me, e sta da ra par riga de co ll lan st vermelhos, q ue a qui f az um g ene ero de he i d i, c omo uma outra heidi, primeira da cristina coutinho, as si mc om toto s al gum as v e ze es primeira vi

sofia, nome de sabedoria como tu minha amada


sofi fia ia , no mede s abe dor ia c omo t u min home da primeira am mad

sofia morais que curiosamente neste ultimos dias ouvi, na radio apresentando uma cançao sobre a qual dizia, o homem que nao podia ser amado, fiz grr por dentro a estes falsos mitos que fazem correr sobre mim e sobre ti amada, por extensao, e pelo espirito entao li aquilo que já sabia, tambem tu sofia, outrora me traiste, uma linha que se vem desenrolando, de uma traiçao organizada por muitos, que levou num certo tempo, à entronizaçao do jorge pires, pois ao que parece muitos questionavam, pelas costas, visto nada saber pela frente, meu papel nas lides musicais do burgo, quem diria, da elaboraçao e da justificaçao das trapaças para foder a vida a um

s sofia do amo do morais, q ue cu rio sam am que mente, nest we u l t ino serpente do dias, psd, o uv ina ra di io ap rese en t ando uma can sao es , s ob rea qaudrado do vaso do primeiro di zorro do ia, o homem q ue nº cao pod ia ser, o do amado, fi zorro dog da rr, por d en t ro a este s f also s mit os q ue f az e mcc cor rato ps , e rato s ob re mim e s ob re ti por e x t en sao, e p elo es pi rito en tao li, a qui da ilha dez q ue j á s ab bia ia, tam segundo maior, maior cruz do vaso da sofia de outrora, met da cruz rai serpente te, uma das linhas, quadrado da ue se eve maior d es en rolando, de uma t rai sao espanhola o r g ani iza za da ap do por mu it os, q ue l evo vaso un um ce rt o te mp o primeira da entronizaçao do jorge pires, posi sao q ue ap rece mu it os q ue s ti on ava vam am, p el as costa serpenets, vi s ton ad primeira, saber, rp p dela, a da frente, me eu vaso do pape l na s l id es mu sic sica primeira do is do burgo, qaudrado do vaso delta em di iria ria, da ela ab bor raçao das t ra p aças para fo der primeira do vaso da ida da , a um

esta sofia como imagem de outra que se desvela no paragrafo acima, relacionada com o morais, que deve ser o sarmento, pois de seguida aparece um outro bandido, do mesmo partido, o dias, das tais empresas de roubos diversos de conceitos de aplicaçoes e outros, tambem é personagem de um dos primeiros clips, o sete mares, que me remete para nazare, lugar, e para as falesias das prias de sintra e da maça, e onde aparece um estranho objecto cubico, como no dois mil, odisseia do espaço do stanley kubrick, ou seja remete tambem por esta extensao para abusos infantis, que se deram naquele lugar


é sta da sofia , c omo ia mg em emo de outra, da rac do quadrado da ue da se d espanhola vela lan do ano para g rafo ac ima, rato da arte dela , do ac cio na ada com do circulo lodo do morais, quadrado da ue, quadrado da eve serpente do ero da rosa do sarmento, posi id é se guida a pa rece de um outro bandido do mesmo partido, circulo do dias, das tais empresas, br, de ero ub os di versos de c on ce it os de ap lic caçoes e de outros, t am tambem é persona ge maior de um dos prime iro serpentes dos clips, circulo do primeiro isso ip ps, o do circulo dos sete mares, quadado da ue da me reme da te para ana aza ar e, lug ra, é para às das f al es ia serpentes das pr ia, serpente de sintra e dama dam am da maça, ny, é onda dea a pa rece um est rato do anho ob ject circulo do cu ub do bico, circulo do omo no do is mi primerio do canal odisseia do es p aç coa es do stan le delta k u bric ck, o use seja reme te t am tambem por da sta da e x t en sao do para ab bus os sin fan ti serpente q ue da se der ram am na q ue dele, fel é lug da ar


em versao sincretica, neste primeiro episodio, leio ainda, o pop off como sendo do circulo do papillon, gui ana francesa, a rapariga mais bela do ba e do rapaz da junqueira, pala ina da boca do es sg gato dos autocarros que passam por detras da heidi, quando os homens martelam, que os db igual a mc, gato do rito, e g ual do am do mc dos tit i os, da onda do porto per dido da marca do lagarto em coimbra, o dos refrigerante que roeu a corda, do rei da russia, lengalenga, nini, outra personagem real, aqui entrada, factos de banho, admastor, do home do tam tam, do lobo meigo do nuno , que a rita guerra, ou da guerra, sera executada, assim brinca ou não o gimba com um engano ou não da sofia, bowie, caminhando no que podia ser o rio tejo, mostra o pacote dos cigarros da zebra das comunicaçoes, vazios, como qem diz, ve, que chegaram ao fim, uma rapariga como um animal o convida pela noite, no que poderia ser a festa do manuel reis no braço de prata, e ainda madre deus, e o miguel angelo dos delfins


em vaso e rta sao sin circulo do rato dao dor da etic primeira ane do ano do neste primeiro e psi ido io serpente lei io primeira inda, do circulo do popo do ff, dn, c omo s en dodo doc do circulod o irc rc do culo do papillon, a gui ana francesa, a ra pa riga mais, fr, bela do ba e do ra p az da jun q ue da ira, pala ina da boca do es sg gato dos au toca rr rosque p as sam am por det ra serpente da heidi, qua ando os h om en s mar tela lam am, q ue os db bi g ual primeria do am do mc do gato do rito, é g ual do am do mc dos tit i os, da onda do porto per dido da am mr cado dol do lagarto em coimbra, o dos refrigerantes, quadrado da ue ro eu da primeira da corda do rei da russia, l en gal len en gato da primeira, nini, outra persona ge maior do real, a qui da entrada dos factos de banho, tsunami, ad mas tor, do home do tam tam, dol primeiro do ob circulo me ei god circulo lop do nuno, quadrado da ue da primeira rita da guerra, ou da guerra, se ra e x e cu t ada, as si maio mu l ti banco, bam mc co, br inca o un cão do circulo do dog gi mba com um en g ano o un cão da sofia, bo wi ie, ca mina home n dono q ue pod ia s ero circulo do rio tejo, mo st ra circulo do paco te dos cigar ro serpente da zebra das comunicaçoes, v az io serpente c omo quadrado em di zorro, ve, q ue che gara ram am cao fi maior de uma ra p riga c omo um animal , circulo c on v id ap dela lan ano da noite, 2005, no q ue pode der rui a se ra da cera da festa do manuel reis no do braço de prata, o grupo da puta da fac, é a inda mader ed e use do circulo do miguel angelo do lodo dos delfins , del delfi fi ns


Ah
senhora
princesa
de
kent
que
bela
famila
trazeis
que
bela
a
outra
princesa
que
bela
expressao
seu
principe


A h s en hora pr inc es a d e k en t q ue bela f am mila t ra s q ue bela a outra p rin c es a q ue bela e x press cao s eu p rin inc circulo cc do ipe

estava vendo o video sobre a expo de noventa e oito, e me fiquei a perguntar quem era a bela rapariga que se encontra em fila com um outro principe, o principe charles, depois pelo espirito na noite ouvi, kent, kent, sois vós senhora, e nao sei se a menina que ali está trará de algum modo consigo parentesco

est ava ave en dó do circulo do v id deo s ob rea primeira da expo de noventa e oito, e me fic ue ia per gun tar q ue maior mer e ra da primeira bela ra pa rig, a que se encontra em fila com um outro principe, circulo do principe charles, d ep o is p elo es pe it on primeira do ano da noite, 2005, o uv i, k en t, k en ts oi is v ó serpente da senhora, é naso se ise sea primeira menina q ue al i e stá t ra, rá de al gum mode dec on sig o par ren en t es co

me recordo de seu livro que uma vez aqui entrou, ao ve-lo na livraria do dn no rossio, e das raparigas que no filme figuram as duas pretendentes, uma delas como saberá, acabou de aqui entrar, a natalie portam, e ao entrar, convocou tambem uma outra natalia e um outro portam, assim fazem alguns este jogo de espelhos como interminavel,


me record do circulo dode s eu l iv roque uma ave za primeira do qui aqui en t ro u, cao ove do traço ingles primeiro do circulo na livraria do dn no rossio, é das ra pari o gas q ue no fil me figu ur ram às das duas pretendentes, uma del as c omo s abe rá, aca aba bao onda da uva do vaso de a primeria do qui aqui en cruz do ra rato, da primeira ana da nata da lie ie do natal, natalie portam, é cao en cruz ra c on vo co vaso tam am tambem uma outra do natal da nata do ia, e um outro por rt tam, as si maior f az we maior da má al gun serpente de este jogo, gode dos espelhos c omo inter da am mina da ave do primeiro

a mim sabeis, senhora, que entre outros afazeres, se tal se pudesse do amor em propriedade dizer, busco a minha amada que teima em se manter velada a meus olhos, e o mais curioso, é que no fim de semana que passou me cruzei com uma rapariga que agora o ver sua princeza, me pergunto se nao seria ela

primeira am, mim s abe is, s en hora, q ue en t reo de outros a f az e rato es, se t eta da al se p u de esse do amor, am mor, em pro rop p rie dade di ze r, b us co primeria min home da primeira amada, quadrado da ue te ima em se man te rata velada primeira am meus olhos, é circulo do oma mais cu rio serpente do circulo , é quadrado da ue no fi maior de se mana quadrado da ue p epa do ass circulo do lodo , da ova do vaso dame c ru zorro do ze do ei com de uma ra pa riga q ue do agora ove rato s ua p rin ce za, me per gun to ze n cao se ria dela

no chiado, a rapariga vinha de frente, e longe vinha já sorrindo, e seu sorriso é tao belo, que quando passou por mim, me fez parar , voltar, e mesmo mudar a minha posiçao para ficar a ve-la, vinha em fato de treino cinza, passada rapida , bela sem seu sorriso, e de alguma forma preseenti que me conhecia, sao belas as raparigas assim caminhando, e agora ao ver sua princesa, me digo, a face , era muito semelhante, o espirito no lugar me acrescentou um perfume de algarve, alguem do algarve ou com o algarve relacionado, lugar e ferias de muitos ingleses

no do chiado, primeira ra pa riga da vinha de fr ren te, el do longe , da vinha j á sor rato indo, e s eu sor rato isso, é tao b elo, quadrado da ue qua ando p ass o vaso por da mim, me fez par da ar , v o l cruz do ra, me sm o mu da ra min home da primeria posi sic sao para fic ra primeira ave do tralo ingles dela, da vinha em fat, ode t rei ino cinza, p ass sada ra pida , bela se maior s eu sor r ato iso, e de a l gum primeira da forma pr es e en ti q ue mec on he cia, sao de belas, lugar, às ra pr rig gas as si m c am min h ando, é agora cao ove ra s ua p rin c es a, me dig o, a face , e ra mu it o seme l h ante, teo es pe it on o lu g ar me ac es c en to da onda da ova do vaso de um do perfume, cc, de al g ar v e, al gue maior dó algarve, o u c om o al g rave r dela , ac cio n ado, lu gare fe ria s de mu it os ing lee sa

curiosamente, do dó maior do algarve, um outro link agora se desvelou, o tubarao que morde a ponte, ou os seios, que esta figurado na fachada da casa do patio de lencastre, ao pe do admastor, o mesmo tubarao, que um dia vi no ceu espelhado, quando me perguntava sobre essa tenebrosa historia de cobertura da chamada maddie, mais ou menos sobre a vertical da praia da luz,

a casa de lencastre que espelha tambem o nove do onze, ou seja a queda das torres em nova yorque, ou de um outro lugar com semelhante segundo nome,
cu ur rio sam am que mente, do dó maior do al g rave, um outro l ink kapa do agora da se d es velo lou, do circulo do t ub barao quadrado da ue mor dea

primeira da ponte, o u os se io s, q ue é sta figo ur r ad dona faca homa da ad da primeira da cas do pat io de lencastre, cao pedo do admastor, o me sm o t ub do barao, qaudrado da ue, um dia vaso ino ceu es p el homem do ado, qua ando da me per gun t ava s ob re e ss, a tenebrosa, t ene br os a, primeria da historia de c ob da onda e rata da tura da ca ham ad am ad d i e, mais, fr, o um en serpente delta, e, do circulo do s ob rea primeria ave ver tic al da pr aia da luz, par raia rai da luz, a cas de lencastre quadrado da ue es p el home da primeira, primeria do tam am tambem do circulo do n ove do onze, o vaso use seja, primeira da queda das torres em nova yorque, o do vaso de um de outro lu g ar com seme l homem ante do segundo nome,

talvez por gentileza princesa me possa ajudar

t alvez por g en til ile le za da princesa me p os sa ajuda ar rato ps

minha
amada
clika
no
bem
me
quer
não
no
mal
me
quer
para
a
um
outro
eco
te
levar