Pages

Tuesday, September 28, 2010

the video with bill clinton, that I comment above




to all ,statement at this point of the accusation, with question to couple clinton

t o a ll , s tat em en nt as t hi s p o int o ft , he accusation, primeira ac cc , cristina coutinho, usa sati cruz io em, wi cruz homem  square vase spa ing gt cruz io nt toco, vaso da p do le do clinton


video
1 4 9 2 8 0 9 1 0

primeiro do quadrado de noventa e dois, o maestro do circulo d a v e s pêra do 9 do 11

3 5,3 MB (3 7.0 80.22 7 b y t es)

pipi, é também como explicado há muitas luas, no blog ouro sobre azul, uma das assinaturas do tsunami asiático de 2005, o da grade matança, talvez equivalente em numero de almas as que se forma na guerra com o Iraque

pipi, é eta tam am tambem cc omo,  é x p li cado h á muitas luas, no b l o g o u r o s o br e a z u l, uma das as sin a turas do ts un ami as iat ico de 20 0 da 5, o da g rato da ade da matança, t alvez eq ue iva le lem  maior te em nu mer ero rode al masas, italia,  q ue da se da forma na guerra com circulo do ira da ue

pipi, dupla di visao, pipi, piss, p iss, chi, chi, china, pipi nome de um blog aparentemente de portugal que fez muito furor nesses anos , pelo seu conteúdo de sexo, como lhe chameis

pipi, o da dupla da di da visao, pipi, piss, p iss, chi, chi, china, pipi no med e, um b l o g ap ar ren en te maior nt e,  de porto do gal,  q ue de fez mu it o f ur o rato ness es ano serpenet  , p elo s eu conte vaso do dó de se do xo, c omo l he c ham am ei serpente
galo, femea, é galinha, gat alo, femea, é gal in homem da primeira 

uma id para pp, na escola do alibi de bush

acrescento numa das figuras que se define pelos debris na queda da torre, ante penultimo post publicado,  ou seja o cavalo da mulher

ac raro do es cent circulo, o dinheiro da matança em atocha,   nu mad as figo ur as q ue se de fine p elos de br is na queda da torre, ante pen u l t imo post, pub li cado,  o vaso do seja do circulo do cavalo do dam am, da mulher


este é o texto que está na imagem acrescentado

 a figura do cavalo a aparecer, embora pareça mais a cabeça de um burrinho, um poney, ou seja puta one do delta


este,  é circulo do tex t,  o q ue e stá ace maior cruz anana ima mage maior do ac rec en t ad o

primeira   figo ur ad circulo do cavalo primeira ap a recer, em bora par eça es mais isa cab beça espanhol de de um burrinho, um poney, o vaso do seja da puta one do delta

hoje na navegação me apareceu um vídeo que narra uma historia com a hillary e um homem que foi contribuiu para o financiamento da campanha , e que depois foi, tramado,e cujas iniciais se encaixam nas que estão visíveis no vídeo do álibi do bush na escolinha do povo pequeno, pp, paul peter, que me diz também o pântano do peter, ou seja ainda relaçao com katrina, outra das grandes matanças

homem do oje na na vega sao es  da me ap a receu um v id deo q ue na rr a uma da  historia com da primeira  hillary, é um homem , q u e f oi c on t rib uiu para do circulo do financiamento da capa,  fina cia am w en to da campanha , é q u e d ep oi s f oi, t ram mado, é  cu j a s in i cia is se enca ix am na s q ue est cao v isi v ei is no v id deo do alibi, ali bid id do bush na es co linha do p ovo pequeno, pp, paul peter, q ue me di zorro t am am tambem do circulo do pantano do peter, o vaso do seja a inda do tribunal da  relaçao com da kat rina, outra das sg rand es das matanças

ou seja mais um motivo de dinheiros e de lutas financeiras associado , ou melhor por detrás das batalhas politicas que depois conduziram à queda, a fazer mais um prova do que aqui provei, que muitos do regime, de ambos os partidos, o sabiam, sabiam que a queda se iria dar

o vaso do seja mais, fr,  um m ot ivo de din he iros rose del primeiro das lutas,  vaso cruz as das financeiras as soci ad o ,o u mel hor por det rato serpente ss dd as das bat alhas politicas,  q ue ep o is condo uz  zorro iram acento da primeira da queda, a f az e rato  mais,  um por vaso ad doque aqui,  pro ove ei, q ue mu it os do re gi mede de ambos os partidos, o sa bi am, sa b iam q ue pri emi mira, can tora,  da queda se da iria da ar

detroit detritos, assim me aparece no correctr, dando a vos uma id complementar

curiosamente isto se prende com 1999, ou seja de novo o ano da expo, que aparece nessa sequencia simbólica expressa nos debris quando a torre cai, no background do pivot, que remete para uma estrutura elevda tubular, metros, na expo, e algumas das linhas do porcesso de tentativa de incriminaçao deste senhor pp, alguns dos argumentos poderiam tambem ter sido usados contra a minha pessoa, pois nessa altura estrangularam tambem a minha empresa financeiramente,

cu rio sam am, mente isto , se pr en de c om de 1999, o vaso do sej , ex secretaria de estado da cultura, o da turra em noventa  qautro, grupo cabala inglesa,   de n ovo do circulo do ano da expo, q ue ap a rece ness da primeria sec, estado pr,  ue en cia si mb circulo kapa da lic primeira do ex press ano serpente de br is qua n dó da primeira  torre, ca do ino ba ck g ro un do p iv ot, q ue re met para uma est ru tura dele vaso da t ub da bula da ar, met rato ps do os na expo, e al gum as das linhas, o do por circulo do esso de t en tat iva de inc rim ina sao es de este senhor do pp, al gun sd os argu men  t os pode rato do iam tambem , teresa s id o usa sados contra da primeira  min home da primeira da pessoa, p o is ness a al tura est ran guy kapa lara ram tam am tambem, primeira  min home da primeira em presa fina n ce ira ram,  mente,

este homem esta ligado aos comix, a e hulk, no ouro sobre azul, uma historia antiga com esta personagem

este homem do om espanhol do   sta liga do gado a os co mix, primeira é hulk, no do vaso do roso bre a z u l, uma da historia antiga com deste persona ge maior mai rato, ps

paul peter, em minha memoria ressoa sempre em , peter paul and mary, ou seja o pedro da puta da ual, fac ps, da maria, maria sobral mendonça , o pedro do pântano, ou seja da corrupçao




da assinatura na fachada do wtc 7

da ass sin a tura na fac , home da ad da primeira do ado do wtc 7, da dp da cc, cristina coutinho, o do grupo do  sete, jornal dos bandidos, jo rna da al dos ban , porto dido serpente id circulo do monstro, ou mesmo o monstro



estes fotogramas tirei os do filme do link acima


est es fo tog rama s tir ei os do fi l med o l ink kapa ac ima


sao sobre o wtc sete, e permitem ver o que disse no post abaixo sobre esta materia

sao s ob reo cic culo da dp tc sete, e per mite maior vaso ero roque di s se no ps ot ab bi do xo s obr e e sta mate da ria


 se ve o padrão como um filme strip,. e uma linha horizontal que define com a vertical, um frame, e ainda uma cruz deitada e um martelo de thor que deu a pancada


 s e ve do circulo doc do padrao, nome e monumento, e mon u met , o do estado em lisboa, com uma es pada ,  c omo um da fil da me do strip,. é uma da linha h ori zon ata al q ue de fi nec oma primeira ave rt ical, um fr am e, é a inda uma da cruz do circulo  ru zorro  de it ad a, é um mar tel elo de t horque,  de ua da primeria da pancada, louca tambem em portugues


 estes fogos, pequenos demais para alguma vez ter feito cair este edifico, que como se prova foi alvo de uma pré preparada implosão, foram originadas pelo embate de matérias inflamadas que atingiram a fachada na queda de uma das grandes torres,

est es dos fogos, pec ue en nós de ema do mais,  para al gum primeria ave zorro da teresa , feito,  circulo do air de este ed di if ico, coc q ue c omo da se pro da ova f oi alvo de uma pre pr e rata ad da primeira im p l os sao, foram pt, o rig gin ada s p elo em bate de mate ria sin fla , acores, mad ad ás q ue a tin giram primeria f ac homem da ada fachada , capa da dana da queda de uma das sg rand espanhois das torres,


em termos simbólicos reais, estes dois aspectos somam, filme, frame, que quer dizer também armadilha, e os fogos que vieram da queda das outras torres, como meteoritos, são como o time code que se usa em vídeo, provavelmente a maior parte das gentes não conhecera, mas certamente alguns já viram aparecer na televisão um barra em cima da imagem, onde se vê um código com movimento, que é uma informação que se usa para sincronizar o vídeo, imagem, com o audio e também para prover à estabilidade da imagem, ou seja a inexistência de turras, como se via antigamente nos sinais sobretudo das transmissões analógicas


em cruz  remo emo serpente dos si mb o lic os rea is, est es do is as pe ct os s omam, fil me, fr am eq ue q ue ator di ze rta  tam am tambem armadilha, arma da mad di da ilha, é os fogos q ue vaso do ie do ram da mda da queda das outras torres, c omo mete o rito serpente da sao es c omo o time do code deque se da usa em v id deo, pro da ova ave lem nt e , a maior p arte das g en t es n cao c on he cera, mas ce rta em nt e al gun s j á vaso  iram ap ar ee rata na televisao,  um do bar do ra em c ima da ima mage maior da onda da se eve vaso ,e, um co dig o com do movimento, q ue é uma in for maçao q ue da se usa do para sin c ro niza ,ps aro v ide circulo da ima mage mc omo au id o e eta  tam am tambem do para pro ove vera acento à e stab bil id ad e da image, c it rato circulo en,  o vaso do seja da primeira  ine x is ten cia de turras, c omo da se da via antiga gam que mente nós sin a is do sobretudo , das t ra ns miss o es anal o gi circulo do ás 



 um outro angulo , um poste como uma antena de comunicaçoes, uma seta e um angulo, e uma outra conclusao derivada do que se explicou acima, a assinatura nesta fachada veio das torres que cairam, ou seja , diz isto que se trata de um porbelma de sinal, ou de sinais, entendido em sentido lato de redes, distintas , desde a eletrcia via adsl, ate a rede de computadores, a grelha metalica do predio, os canos das aguas, 

e
 nos diz ainda que o centro de controlo é aqui, ou melhor era, por isso a demoliram de seguida para apagar os traços da operação, ou seja ainda, um cento de controlo aqui neste edifício existia, chamava se mesmo de centro de controlo de crise, e era do mayor de ny nessa altura, e tinha segundo informação contida num outro vídeo recebido obras de elevado montante de protecção contra centos na ordem dos cento e sessenta quilómetros, só esse ou esses andares, e tinha alimentação própria independente de agua e ar


é nós di za primeira inda q ue do circulo do c en t rode c on t rolo é a qui aqui, o u mel hor e ra, por iss circulo da primeira demo mol lira ram de sg guida para a ap a gato do vaso da ar os t ratos aços es da o pera raçao, o vaso do seja da primeria inda, um cent o de c on t rolo ã qui nest e ed di if fi do cio do io ,  é xis tia, laurinda,  circulo do homem da chama do ham am da ava da se do mesmo , de c en t rode c on t rolo de c rie se, é era ra do mayor de ny ness a al tura, e tina homem  se gun do in for maçao c on t id primeira do ano primeiro rop  ru rum de outro vaso do ov do  ie co circulo do rec e bid dp bras de dele eva ad o monte da ante de po tec cc sao es do contra cent os na ordem , dos c en toe se s senta qui lome metros, s ó ess e o vaso do ess espanhois  anda do ares, é tinha da alimentaçao,  por rp da ria do independente,  in de pene en nt e dea agua, é da ar

como analisei em detalhe há muitas luas atras no ouro sobre aul, o percurso do mayor nessa manha me foi suspeito, e trago a certeza que ele teria que saber do que se ia passar, ou seja é parte integrante dos conspiradores

c omo anal ise se ei em d eta alhe home acento da primeira ka  há muitas luas atras,  no o ur o so br e da aul, o per circulo do urso do mayor ness primeira da am da dama da manha me f oi s us peito, é cruz do  rago da primeira  ce rt e za q ue dele,  teresa ria q ue saber, doque ad ase da se do ia p ass da ar, o vaso do seja é p arte inter g ran te dos co ns pira ad dor espanhola

o ovo da serpente do monstro da medusa da aguia

circulo do ovo , da ser pente do monstro da dama do dam da manha, med usa sada aguia

existe efectivamente nesta historia, uma linha real de um acto de natureza de rito sexual, pois são diversas as linhas que escutei em espírito e que se desvelaram em analise recente, contudo, pelo que analisei, nomeadamente em relaçao aos dois processos de queda, distintos que estão presentes em nova yorque, ou seja, o wtc sete, por implosão, e portanto preparada com antecedência, o que nos diz de isto ter sido um inside job com o conhecimento e a participação das altas autoridades americanas, e os da queda das torres maiores, onde se sabe que não poderia ter sido nunca, simplesmente o impacto dos aviões que as fizeram cair, um outro processo digamos técnico, é visível na forma como tudo aquilo se esboroa, ou seja temos duas componentes de técnicas distintas presentes neste atentado contra o estado americano e os seus próprios cidadãos

é x is te efe c t iva em nt e nest da primeira da hi s toira, uma da linha real , de um acto de na t ur e za de rito, ex embaixador ,  se do x da ual, p o is sao di vera serpente  ás das linhas,  q ue es cu t ei em es p ei it toe oe q ue da se de eve vela lara ram am em ana lise rec en te, c on tudo, p elo q ue ana lise se ei, no med dam am que mente,  no tribunal da  relaçao,  primeira do os dos dois processos de queda, di serpente do tinto,bode, supremo,   ser pente q ue est circulo do pr es en t es em nova yorque, o vaso do seja, do circulo da dp do tc,  sete, por rim puta do primri do circulo da sao, é porta , cds, nt circulo,  pre epa da parada , campo de ourique, com ante tec ed en cia, circulo q u e nós di zorro de isto,  teresa s id o um in s ide do job , com do circulo do do conhecimento,  on he cie maior  nt o, é primeria da participaçao,  p art tic, polica judiciaria,  ps cao es das altas au tori ed ad e am eric na se do os da queda das torres,  maio ratos espanhois, onda da se sabe,  q ue n cao pode ria nuc da primeira teresa s id o si mp l es mente,  circulo em p acto dos avio es,  q ue as fi ze ram c air, um outro rato  top dp por c esso dig gamo s erpente tecnico, é vaso isi ie vaso do primeiro rol da dol  na forma c omo tudo a q u ila da se es bora, o vaso do seja t emo s du as co mp one en t es de tec nicas di s tintas pr es net es nest e atentado,  contra do circulo do estado,  am mer cia ano , é os se us pro rop p rio s cida dao serpente

outra das linhas com esta ligada, aponta alguém ligado ao cinema , onde diversas mortes depois ocorreram como aqui se deu conta, sobretudo no ouro sobre azul, que prova isso mesmo, uma continua guerra e acertos de conta entre diversos grupos, e o mesmo se desvela , também da analise deste imenso beijo a julia roberts

outra das linhas, com desta, da  liga da gada, ap dd pda da ponta ãl gume liga do cao do cinema , onda di ver sa m ortes d ep o iso cor re ram c omo aqui,  se d eu conta, sobretudo,  no o ur os ob r e a zul, q ue pro ova iss o do mesmo, uma c on tin ua guerra e ac e rt os de dec conta en t re di ver s os sg rupo seo do circulo do mesmo da se d es vela , tam am tambem da ana lise de este,  im en s o bei jo da primeira da julia  rato ps  ob, é reel time ts

curiosamente dei hoje com este vídeo e dele retirei os seguintes frames que expressam isso mesmo, ou seja também a presença e um ritual, provavelmente feito como vingança em relaçao a um abuso, ou um acerto de contas na linha anteriormente abordada da possibilidade  de um triângulo amoroso, ou de alguém que criou essa tensão entre dois de forma a obter esse resultado, posi como aqui afirmei anteriormente, tal foi vantajoso para quem na realidade tinha posto o plano da nova ordem e da matança em marcha, e este plano, não esta ligado directamente, como é óbvio, em sua origem com qualquer guerra ed amor ou de vinganças de poucos

cu rio sam am, mente,  dei homem do oje com de este vaso, id deo é dele,  rato etir rei ei os se gui nt es fr am es q ue express sam iss circulo do mesmo, o vaso do seja do tam am tambem ad  da primeira da pr es ença es , é um rito da ual, por vasp ave primeiro mente, feito, c omo da vingança em relaçao , a um, abuso, o vaso do primeiro do ac e rt o de contas na linha,  an teri o rato, mente,  ab o rda dada da p os sibil di iade  de um t rina gula amo roso, o vaso  de al g ue maior doque c rio, psd porto,  vaso dessa, a da  tensao entre dois, de forma a ob bt teresa desse cobra do r es sul t ad o, posi sic omo a qui aqui,  a fi rato mei ante rato do  iro rome que mente, t al fo do io do ivan , nome portugues, t a jo serpente circulo do os do para q ue mna rea li dade da tinha ps oto , circulo do plano, a da puta da lan do primeiro ano, 2003,  da nova, fac , da  ordem e dama da matança em mar do cha, china, é este p lan pri mr ano, n cao e sta liga do gado di rec tamen te, c omo é ob vaso do io, em s au o rige mc om q ual q ue rato da guerra ed amo rato  o do vaso das  vin gan ç as de po vaso do cos,

Demo mol liti ion au d io fi x ed ingles



 observando as imagens das poeiras , melhor dizendo, as imagens que nas poeiras se formam, que cada um poderá comparar com seus próprios olhos no vídeo acima, me aparece esta historia, 

 ob ser van dá as sima aima ge en ns das poe ira serpentes  , mel hor di zen do, primeira sima ima mage en da sn q ue na sp deo de oeiras, br, linha de cascais,  se for mam, q ue c ad da a  um pode der ra cm par da ar com se us por rp io sol olhos, home do os no v id deo ac ima, me ap a rece desta hi is serpente da toira, 



 9 11, a igreja alema, a águia e a medusa, que se começa a formar no principio da queda, as escadas em frente ao wtc, o centro de comando do mayor giuliano , cuja fachada é como um strip de filme com uma cruz deitada, ou imagem símbolo do martelo de thor. das pirâmides, visível em símbolo no outro edifício à direita a imagem, uma medusa que é como um polvo, ou seja corruptos, corrupção , italianos, construção, sete biliões

9 11, o porche do nono do onze da  primeira da igreja alema, vide ref no ouro sobre azul da aanlise de uam imagem da photo,  i gato do raja da alema, gel ad o, primeira aguia, é primeira  medusa, med usa,  q ue da se co meça espanhola da primeira fo pr do mar no p rin cip do io da queda, ás das escadas em fr en teao cao da dp do tc, circulo do c en t rode do comando do mayor giuliano , cu ja f ac h ad a é c omo um st r ip de fil me c om, uma da cruz deitada, ou ima ge maior do si mb olo do mar tel co espanhol  de thor. das pira rami m id es, vaso do is vaso el,  em si mb olo no do outro ed di if do fi do cio da primeira da direita, primeira ima ge maior, uma med usa q ue é c omo de um polvo, o vaso do seja dos  cor ru pt os, cor rup sao espanhola  , italianos, cos nt russa espanhola, ste do  bil do io espanhol




 depois se desenha o perfil do home da mascara do diabo, ou do narigudo, e se le na legenda co ur da corte ur rte re serpente delta sy da dp do abc, jornal espanhol, abc reaçao, vide ref, br brea rea ak king kapa inglesa ne do ws

 d ep o is da se d es en homem da primeira cao per rf da fil do home da dama sc do ra do diabo, o vaso do do na rig vaso do dó, é se lena le gen d aco ur da co rte ur rte re ser pente do delta sy da dp do abc, jornal espanhol, abc reaçao, vide ref, br brea rea ak king kapa inglesa ne do ws





dp ny dp, ou seja duas em dupla penetraçao, o olho do diabo do fogo, visivel na imagem neste preciso momento, olho esquerda na realidade, 

dp ny dp, o do vaso do do seja do às de duas em dupla p ene net raçao, circulo do olho do diabo do fogo, v isi v el na ima mage maior nest e pre ciso, dente  mo men t o, olho es q ue rda na rea l id ad, e,  




a mão que se torna visível segurando e mostrando o vo da serpente sobre o prédio do mayor, br br rea ak kapa inglesa king ne vaso atta ac ck serpente aga gai in st tar ge ne dp york e dp as serpente home inglês

primeira mao q ue se torn da primeira vaso isi vaso el segur ando, é mo st rand dp do ovo da serpente, s o br reo do circulo do pre di do  io do mayor, br br rea ak kapa inglesa king ne vaso atta ac ck serpente aga gai in st tar ge ne dp york e dp as serpente home ingles



911 a nedusa ou o polvo a se fromar

911, noventa e um, o nono do onze da primeira  ane ned usa o u o polvo primeira ase fr omar, circulo do mar
 a figura do cavalo a aparecer, embora pareça mais a cabeça de um burrinho, um poney, ou seja puta one do delta


a figura da mulher a se formar, se vê os seios, o cabelo fumega, ou seja , pensamentos e negro sentir, a mulher que esta à esquerda do  trono, e o ghosh que sai com uma maré entre o que será as pernas

primeira  figo ur ad da primeira am mul her prime ia da ase da se for mar, s eve os se io serpente os , circulo do cab do belo elo fu do mega, o vaso do seja , pen sam en t os se ene negro s en tir, primeira am mul her qu e e sta à esquerda do  t ron oe , circulo da dp dog do homem duplo do os,  q ue sa e com uma mad a  mar e en t reo q ue se ra ás das pernas

mulher 911 seios cabelos em chama, ghosh




outro angulo da medusa onde se ve mais como polvo, 
outro do ang gula dame medusa da med usa onda da se da serpente eva mais, fr, de um cor u pt o, pois ao lado o edificio mima a matriz, ou seja da matrix, mat rato nono

 a camara passa para este pivot cujo fundo se assemelha às estruturas da expo noventa e oito em portugal, ou seja algume que por aqui passou ou relacionado com a expo noventa e oito

 primeira da aca cama do ra p ass a do para de este pi vaso da ot cu jo do fundo, money,  se ass emel home da primeira às das est ru turas da expo noventa e oito em portu gal, o vaso do seja al gume q ue por aqui do qui, com boi do io, p ass o vaso, o u r dela , o do ac cio n ado com da primeira da expo noventa , é circulo da it o


 do ovo se ve o monstro a nascer em cima da torre, como um king kong, ou seja o king da ong da kapa, grupo, o da dp do time do code do sete, da pro do jornal


analise do filme na escola da ema, na california onde bush se decidiu colocar para viver o golpe que deu inicio a nova ordem, 1





 

ana lise sed o filme,  mena es c ola da ema, na cali for ni a onda do bush se dec id dio vaso c olo car para do viver, canal,  circulo dog do golpe,   q ue de vaso  in ni cio primeira do ano da nova ordem, 2001, vinte segundo da dp circulo do onze do primeiro

isto é uma prova complementar , pois a anterior é suficiente para a condenação num tribunal que se paute por ser justo e independente , relativamente às acusações que na parte anterior pelos factos se provam e consequentemente se deduzem

is to,  é uma por vaso da primeira co mp lem en tar , p o isa ante do iro é sufe cie en te para da prmeira conde dena ac sao da espanhola., nu maior do tribunal,  q ue se p au te por ser just oe, é grupo do independente,  rato dela t iva vam am que mente,  às das acusaçoes,  q ue na p arte ante rato ps do iro p elos f ac atos se pro rova vam am e co nse q u en te maior nt e se dedo uz ze maior 
consideremos este filme como um espelho real do que se estava a passar no mesmo tempo em nova yorque qaundo as torres iam caindo, num local escolhido previamente por quem sabia o que nesse dia se ia passar, ou seja, tomando em linha de conta, que é um espelho, mas um espelho previamente escolhido portanto que pode em parte ter sido preparado, em termos dos elementos da imagem que sao ali visiveis no sentido de induzir uma especifica leitura

c on s id der remo serpente de este fil do primeiro do mec omo , um espanhol da puta  dele, do home do circulo do real,  doque da se de est ava primeira puta do ass da ar nod do mesmo tempo em nova yorque,  qa un dó ás das torres,  iam ca indo, nu maior ml ocal es co l hi id o pre via am , mente,  por q ue maior sa bia do circulo doque do ness desse dia , se ia p ass ar, o vaso do seja, tom ando em linha dec conta, q ue é um es p el h oma serpente,  um es p el h o pre via am , mente,  es co l hi o dp porta nt circulo , q ue da pode em p arte teresa s id o pre par ad o, em termos,  dos dele , lem en t os da ima ge maior do que da sao ali, super mer cado s,  v isi v ei serpente no s en t id o de indu ze rato ps,  uma es pe cif ica da lei tura

por outras plavras ainda, e cumulativamente ao anterior dito, este é o local e a situaçao onde bush que sabia e antemao a matança que se ia passar, e como presidente nada fez para a travar, se colocou, num ambinete com crianças, como um anjo, que seria supreso por o que estava a acontecer, ou seja, um alibi, o alibi do presidente, para tentar escamotear as suas próprias responsabilidades e crimes

por outras p la vaso ra serpente sa da primeira inda, é cu  mul t aiva vam am que mente,  ao ante iro do dito, maso,  este é circulo do primeiro mr rio dol ocal , éa primeira da s it tua ua sao espanhola da onda de bush,  q ue sa bia , é ante ema mao da dama da primeira matança,  q ue da se do ia p ass da ar, é c omo pr e sin ed dt te n ad da primeira de  fez , mar rocos, para primeira t rata ps da av da ar, se c olo co da ova do vaso , nu maior am bi nete com c rina aças espanholas,  c omo um anjo, q ue se ria s u preso por do circulo q ue e ts ava primeira do aco nt tec ero vaso do seja, um ali bi, o a li bid do circulo do presidente,  pre sin det e, para t en t ra es cam o tear ás s u as por rp ia s r es ponsa sa bil id ad e e c rim crimes espanhóis


pois partindo do facto já provado de que o sabia e pelo menos protegeu a matança, que dava inicio à nova ordem, temos entao que olhar para esta historia como em parte, eventualmente pre fabricada nos elementos e na leitura simbolica que eles sugerem

p oi s p art indo do f ac ato j á por vaso ad circulo deque o sabia, é p elo men os pro tege ua da primeira da matança, q ue do quadrado da ava in i cio à nova da ordem, te ms circulo  en tao q ue circulo do primeiro rol do homem da ar,  para e sta desta historia,  c omo em, p arte pre fabrica da do ano serpenet da sele men t os e na lei tura si mb o lica q ue deles,  serpente do vaso do dog do  gere do rem maior



 seleccionei estes onze frames do vídeo abaixo que poderão ver no respectivo link

sele cc, cristina coutinho,  cio em ei est es onze fr am es do v id deo aba do xo q ue pode rato ps cao ver no r es pe c t ivo l ink primeiro da kapa

fr am me do prime iro



 este vídeo foi no blog ouro sobre azul, abordado, há muitas luas atrás, tendo eu na altura feito um comentário que no se percebia o que se dizia na sala, e também sobre o facto de alguns elemento capitais na figura não serem passiveis de ser entendidos em sua extensão de significado porque não se viam ou se viam mal

 este v id deo fo ino segundo do circulo do primeiro  o ur roso bre a zu l, ab o rda  dado, h á mu it as l ua s at  rato ps as, t en do eu na al tura, feito,  um com en tar io q ue nose per ce bia circulo q ue da se sd do quadrado da iza na sala, radio rena ascença  e eta tam am tambem s ob reo circulo do facto,  de al gun serpente dele , lem en to capitais, financeiro,  na figo ur ra ana cao se rem p ass ive is de ser en t en dido serpente  em s ua da extensao,  de si gn if , cc , ica cado por q ue n cao se via am o use via am do mal da al

o que me chamou a atenção a primeira vez que o vi, foi exactamente a bicicleta, e a forma, como os desenhos em a4 estavam colocado por detrás dele, ou seja a volta da cabeça dele, pois não existe ali nenhuma simetria, balanço ou equilíbrio, e depois de o ver a primeira vez, o que me ficou na memoria dessa forma , constituída pelo conjunto dos desenhos foi , de uma estrela, um pentágono, e inclinada, ou seja , dentro do entendimento da tradição, com os pontos cardeais fora de equilibro, ou seja com as virtudes trocadas, ou torcidas, carácter,

o q ue me c ham circulo da ua a ten sao espanhola , a p rim eira vaso é zorro q ue o vi, fo ie x cat ae maior nt e, primeira bic sic do primeiro eta, é a primeira da forma, c omo os d es en home dez os em a4 est av vam am c olo cado, br,  por det ra serpente dele, o vaso do seja da primeira vol cruz, china,  ad da primeira  cabeça dele, edle, p o is n cao é xis te, laurinda,  ali, super mercado al grave,   n en home de uma si met ria, bala anço es o vaso do eq, inglesa cabala,  vaso  i li br io, e d ep o is deo circulo da ove da vera,  primeira,  vaso é zo q ue da me fi co un da primeira do me mor do ia dessa forma , co ns tito vaso id a p elo c on jun to do serpente dos  d es en h os fo ide de uma est rata dela, um penta gato do ano, é inc lina ad a, o vaso do seja , d en t rodo en ten dim en to da t rata ad diç sao es, com os pontos car deia serpente  for ad eq eu eli br rio, circulo do use ja com ás vi rt u do quadrado espanhol t roc ada s, o vaso das tor das cidas, ca rac teresa,

para entender melhor esta parte, observa a figura do leonardo da vinci, do home de viterbo, ( decoração e design loja ), que aqui publiquei como parte de uma explicaçao ainda nao conluida sobre electrões e gente, como massas de eletroes e de como se alguns se dispõem de certa forma, podem levar ao desiquilibrio ou inversao das qualidades de um outro, e consequentemente do agir, um processo que ilustra quando estiver completo, tambem as matanças na escolas americanas 

http://casadedeus.blogspot.com/2010/09/parte-oito-das-lamas-e-das-bombas-pa-g.html

http://casadedeus.blogspot.com/2010/08/blog-post_31.html

( e as partes anteriores , para tras aqui tamebm publicadas)

( é as p art es ante rio ratos es , para rat cruz  rato a s aqui tam eb maior pub li c ad as)


 para en ten der mel hor e sta p arte, ob serva primeira figo ur  ra ad circulo do leo do nardo , falo, da vin c id do circulo do home de vaso it r e b circulo, q ue a qui  aqui, pub lic vaso  ei dele, c omo p rte de uma , é x p li caçao a inda n cao c on lui id a s ob r e dele t rato ps circulo do espanhol  é gen te, c omo das massas, italia, bota,  dee le t r o es sede c omo al gun serpente da se di sp one de c e rta forma, pode ml eva arao cao de sic u ili br rio io,  o vaso da inversao,  da serpente  q ual id ad es  sec é  circulo on sw eq u en te , mente,  do da primeira gi rato  de um, um pro roc esso q ue ei lu st ra qa un doc om p le to, tam tambem ás das matanças na escolas am eri ria ac ana serpente

comos e pode ver melhor em outra fotografia mais à frente, os cinco rectangulos, ou seja, 4 x4, perfazem em seu total uma estrela, um ser, que esta inclinado para a esquerda

 co mose pode ver,  mel hor em outra f oto g raf fia, it, ia mais, fr,  à fr en te, os sin co dos cinco rectangulos, o vaso  é j a do 4 x4, per rf az em e maior serpente  eu total, gás,  uma e ts rato dela, um ser, q ue e sta inc lin ad o para da primeira da esquerda

o mesmo movimento que a cabeça de bush faz em duas destas fotos, acrescentando assim o porque, por leituras, de um livro, de rituais, e por detras da cabeça, uma ardosia com filete amarelo, pintalgado como de sangue, por um triângulo de tres circulos de fogo,  onde se le, ret , rato et da rede usa, provavelmente um professor ou alguem ligado ao ensino, pois esse é o valor simbolico da ardosia,

circulo uk do mesmo , o do movimento,dança,   m ov ie maior nt circulo q ue primeira c ab çade es br do bush do f az , em duas do quadrado da etas serpente  fo t os, ac r es cent and as serpente do imo por q ue, por lei it turas de um livro, de rit ua is, é por det ra sd da prime da ria do cab da beça, uam ard os ia com do filete, fi d fil do prim mr rio leite,  am merlo, pinta do primeiro gado c omo mode sangue, por um t rin g u vaso da ode de t ratos  espanhois dos  circulos de fogo,  onda da se le, ret , rato et da rede usa, por v al lem nt e um por f ess sor o ual g ue ml i gado cao en sino, maçónicos cascais,  p o is esse é circulo do valor, jornal ft,  si mb o li coda ard os ia,





 dois angulos de dois do coto,  velo os  do braço esquerdo e do joe primeiro homem do circulo
, a criança da direta, figura ainda um delta invertido, ou o delta do invertido

 do is ang gulas dedo is do c oto,  vas do elo os  do br aço es, es q ue rato fo do dao e do joe prim mr rio do io home do circulo, primeira  criança da di rata eta, figo ur a a inda um do delta invertido, ova do delta do invertido



uma prova de que isto se trata de um alibi, ou pior parte de um ritual que decorre em parte ali na escola no preciso momento da matança, é um pormenor narrativo espelhado na acçao,  perfeitamente simetrico com o que acontece em nova yorque, digo pior ainda, pois outros elemntos apontam abusos de criança, duas pequenas africanas e bic sic l eta sapo nt tam am também para iss circulo do mesmo
uma pro da ova deque disto,  set rata de um do alibi, o vaso do pior,  p arte de um rito da  ual q ue deco rr e al ina es circulo da ola no pre do ciso, dente,  moe maior nt circulo  da dama da matança, é um por men o rato ps na r rat ivo es p dela,  home do ad da dona da acçao ,  pe rf ei t ae maior nt, e,  si met rico com do circulo doque cao da aoc, ml, cn tece em nova yorque, dig circulo do pior,  a inda, p o is outros dele lem nt os ap on tam am abusos de criança, duas pequenas africanas e bicicletas apontam também para isso mesmo

reparai no video no recatngulo inclinado violeta, cujas ultimas referencias, ainda incompletas,  aqui remetem para a familia fantastica, tem dois papeis que figuram as torres gémeas e um outro aberto colocado como um chapeu aberto, desenhando um bico ou triângulo de fogo que aponta, um outro desenho que no segundo video que aqui irei sobre est assunto publicar, melhor se ve, contudo, e infelizmente em forma sempre parcelar, pois um chave de coordenadas ali esta, e quando o segurança de uma das vezes em que sussura algo ao ouvido de bush, a professora retira nesse momento, o bico de cima, o livro, e aula começa, com uma menemonica que ela marca com um bastao, com pancadas como um ritmo

r epa par da rai ino v id deo no re cat n gulo inc l ina do da onda viol eta, cu ja u l s it mas  referen cias, a inda inc om p l etas  aqui,  reme te maior do para da primeira fa milia fanta s tica, te md oi s pap ei s q ue figo ur ram às das torres ge mes, é um outro ab e r t o c o l o cado, br,  c omo um c h ape eu vaso do aberto, de senha n do um bico o vaso do t rina da gulo de fog,  q ue ap on t a um de outra d es en hoque no segundo v id deo,  q ue a qui aqui ire ei s obr e est as un to pub li car, mel hor s e ve, c on tudo, é in fel liz ,mente,  em forma se mp re par rea da ar, p o is um c homem  ava de co o r dena ad as ali desta, é qua n do do circulo do segur n aça es de uma das v e zorro serpente em q ue s us sura al goa cao o uv id o de bush, a por rf f ess sora rato e tir da primeira ane nesse moe maior nt circulo da dp do bico, de c ima é a au la co meça es, com uma mene monica, q ue dela lama rca com um bastao, com p anca ad as c omo um rit mo

neste enquadramento ao lado do violeta temos as cores amarela e negra e se le a p primeira delta , conta, to be, ou tobe, or to be or not to be, hamlet, ham da manha , o lete, o lie, o leite, em outro enquadramento a palavra diz ainda primeira do pp, do delta tobe, segundo ck, o do circulo kapa,

nest é en au d ram en to ao l ado do viol eta t emo sa as das cor es am ar dela, é ne g ra e sele lea lap ,la  p primeira delta , conta, to be, ou tobe, or to be or not to be, hamlet, ham da manha , o lete, o lie, o leite, em outro enqua d ram en to a p al av ra di zoro da za inda primeira do pp, do delta tobe, se gn dó

 

três personagens que assistem a aula, um deles muito se ria, o que é deveras estranho no meio de um ataque, o mais novo, e o outro senhor africano, creio ser do governo, educação, a senhora africana, veste cores oto, argentum com colar e tem uma acção simbólica no vídeo pois é a única que se aproxima do bush por detrás, ou seja , entendo, isto, como figurando a tal mulher, ema do maçónico, grau e, do booker, ou seja do corrector, ou seja passível id da tal que apareceu na conversa com a julia roberts , a propósito do plot invertido do womam en red, que se le literalmente em der ne ,  mam circulo da dp, onam, na manha 


t ratos es perso ang en ns q ue assis, ps, cruz ema primeira aula, um deles mu it to ze da se da ria, o q ue é d eve vera serpente est rato do anho no me do io de um ata q ue, circulo do mais fr, de n ovo, é circulo do outro senhor africano,  circulo do rei, circulo  ser do dog do  governo, ed duc caçao ac sao espanhola, primeira sen hora f ari cna, vaso de este cor espanhola oto, ar g en t um, tio, cruz io,  com do colar, co primeiro da ar,  é te maior,  uma ac sao es si mb o lic ano v id deo pop is , é primeira uni ca q ue se a pro x ima do bush portugues det rato ps as, o vas do seja , en t en do, is to, c omo figo ur ando da primeira  t al mul her, ema do maço oni io, g ra cao vaso do ie, do booker, o vaso do seja do cor rec tor, o uva , mulher durao, vaso do seja p ass ive ela,  id da t al q ue a pa receu na c on ver sa c oma primeira da julia do roberto ts do delta da serpente , a pro posi to do p lot invertido do dó da dp onam en red, q ue sele le lite r al lem nt e em der ne ,  mam c irc culo da dp, onam, na manha

provavelmente a senhora de vermelho, esta simbolizando em tempo real os aconteciemntos, mas a professora tambem, e portanto parece de alguma forma estarem combinadas previamente, o que reforça a ideia de estarmos perante a construção de um álibi

por v ave lem nt ,e, primeira senhora de eve verme l home do circulo, é sta si mb o liza n do em te mp circulo do real, os ac on tec ie maior nt os, masa pro f es sora t am tambem, é porta nt o pa rece de al gum da primeira forma es star,  com bina ad o pre via men teo q ue r e força es primeira id dela, de est ar mos pera nt e primeira da c on s t ru são es de um ali bi



eta duas fotos simbolizam em meu entender os tais abusos, pois  o peneteado, nao deixa de simbolizar um delta de um passaro, e tres avioes, azul, branco e amarelo , é o unico plano que no primeiro video onde isto vi, se aproximava das crianças, fcto que como sabeis considero sempre significativo, durante esta escrita on line, mais uma vez ouvi pelo espeiito que já tinham retiraod alguns dos videos que eu marcara, ou seja tambem mexeram nos meus do browser e agora nao consigo ao certo encontra os dois que sustentam com precisaçao esta leituta , contudo, creio que que os veja, o vi entender claramente


estas duas fotos simbolizam em meu entender os tais abusos, pois  o penteado, nao deixa de simbolizar um delta de um passaro, e tres avioes, azul, branco e amarelo , é o unico plano que no primeiro video onde isto vi que se aproximava das crianças, facto que como sabeis considero sempre significativo, durante esta escrita on line, mais uma vez ouvi pelo espírito que já tinham retirado alguns dos vídeos do google,  que eu marcara, ou seja tambem mexeram nos meus do browser, e agora nao consigo ao certo encontra os dois que sustentam com precisaçao esta leituta , contudo, creio que que os veja, o vi entender claramente

eta do ás  de duas fo t os si mb o liza za am em me vaso  en ten der os tais abusos,br,  p o iso p ene te ad o, n cao de ix ad e si mb o liza rum do delta de um p ass aro, é t ratos es avio es, azul, br anc oe am ar elo , é circulo do uni co p lan primeiro do ano q ue no primeiro v id deo onda is to vi, se ap pro ox do x ima ava das crianças, fc toque c omo sa be is c on s id der ero se mp re si gn if cc, ica cc cat ivo, duran te e sta es circulo da rita on line, mais, fr,  uma v e zo u v i p elo es p ei it o q ue já tinha ham am ar rato ps da etir cao d al gun s dos v id deo s q ue e vso  mar da cara, o uva vaso do seja tam am tambem mex e ram nós me us do bro ws e re do agora n cao c on sig o aco cao ce rt o en contra os dos  dois,  q ue s us ten tam com pre cisa sao es desta lei tut a , c on tudo, c rei o q ue,  q ue os veja,br,  o vi en t en der clara ram, mente



pois neste segundo cabelo, o delta se figura como uma pista de avioes




 o moviemnto de uma cobra , com algo das estruturas que restaram na queda de uma das torres, algo de muculmano, tambem, aqui sugerido neste padrao

 circulo do omo do movimento,  m ov ie maior nt o de uma cobra , com al god às est ru turas q ue r es tar am na queda de uma das torres, al gode mucu l mano, tam am tambem, aqui s u ger rid id o nest, é padrao, nome pro rop p do rio






a menina do triângulo de fogo de três círculos com dois maiores juntos como perinhas, a mão sobre a boca de bush e ao lado o rapaz mostra o delta do quadrado dos dedos da ardósia

primeira menina do t rin gula de fogo de t ratos es c irc u os com dois maio, luis,  rato ps serpente sj jun t os c omo das pe rinhas, tinhas da rainha ren homem as, nin homem as,  mim homem da primeira serpente da primeira mao, serpente do  obr da rea primeira da boca cade de bush, é cao lado do circulo do rapaz ot rato da sa do sado do circulo do delta do quadrado dos dedos da ard os do ia



neste segundo video onde o som é melhor se pode perceber um outro aspecto de sincronismo, como alibi construido antecipadamente, ou simples e claro espelho do que se passava nessa fatidica manha, 

pois as palavras que as crinasças repetem diz

kite
plane
must
hit
steel
plane
must
60
pa gina
153
315 if the ye angulo vaso circulo lions paper , dp circulo nt bo ring  puta s emi car co can tora it, the pet of the goat, may circulo rato gui lian ani, 23 f do angulo da dp rato, da trindade alquimica, johannes grasseus saba, casta, sabia e rica ignis aer aqua terra, paris, assim leio cumulativamente na folha onde isto apontei

31, estrela if, s su kin qaudradodc cruz ,  he y e angulo vaso circulo lions paper , dp circulo nt bo ring  puta s emi car co can tora it, the pet of the goat, may circulo rato gui lian ani, 23 f do angulo da dp rato, da trindade alquimica, jo home da annes g r ass e us da saba, casta, sabia e rica ignis aer aqua terra, paris, as si  ,ml ei do io cu mula t iva , vam am mente na fo l homem da primeira onde is to ap on t ei

k i t e
p l a n e 
h i t
s t e e l
m u s t
kapa do ki, it te, maconica, grau e, puta primeiro lane da ane homem da energia it do ferro, da espada, serpente st cruz te eel, ee primerio, mu serpente da cruz

kapa puta ph homam sm, i, ip  prim mr rio is maior, i li cruz vaso, tat, tata, cruz europeu, en  angulo seprente el do angulo da esquerda alta
s 1 tee, set nt , ue ia em serpente do  home plane ki kapa

kite, ka da it, n can tor, papa gai circulo, pipa, nome de portuguesa, zo circulo do ang u l o, o do zorro da dp ang gula, mi t r aço inglesa do milhafre, primeiro homem  da primeira fr rem,

nas paredes sao visíveis símbolos que apontam redes e matrizes, leio ainda zebra, x do delta da cruz delta d duplo zorro do aço, do kite do plane da mu st quadrado hi da it do stell, p lane mu s t do grupo 60 pa da gina do primrio de cinquenta e tres, jo a quim do jose, socrates

um dos vídeo que no entretanto retiram e apagaram também nos meus marcadores, se via por escrito esta menemónica a aparecer na lição, 


um dos void, id  deo do quadrado da ue do no en cruz do rato ps eta nt circulo do rato, lugar,   etir am é primeira pa da gara do ram do td do tam da am tambem dos nós dos mues do mar cado da dor ratos espanhois, se da via por espanhol doc si ru primerio do circulo  do rito, casa pia abusos,  é sta da me emo mne, nica primeira ap a recer na li sao cortez,

se como visível em outros vídeos, bush, brinca com o facto , e mente, como se provou, pois diz as crianças ao entrar que viu na televisão, que estava aberta, reforça esta frase, e nela se sente e percebe também a mentira, pois como se provou abaixo, não pode ter visto o primeiro avião a embater, qualquer coisa como que piloto desastrado, o que se poderia entender como forma de não assustar as crianças, mas sete minutos na sala, sendo ele presidente em função e por consequência chefe do estado maior, sem reagir, é prova perante o bom senso, que o sabia, e estava a deixar correr o marfim, como aqui se diz, pois se não o soubesse , certamente teria reagido com a prontidão que se espera do cargo

se c omo vaso isi vaso el em outros v id deo s,b us homem do bush, br inca com do circulo do facto , e mente, c omo se pro ovo vaso  p o is di zorro às das crianças , cao en t rato da ar q ue vi un da primeria da televisao, q ue est ava ab e rta, ref orça espanhola desta fr ase, e nela se s en te e per cebe tam am tambem primeira da mentira, p o is c omo se por vso circulo do vaso  aba do xo, n cao pode teresa vi serpente to do circulo  pri jr io do aviao , primeira am bate rato ps, q aul qe rato da co isa c omo q ue pi loto de sas t r ado, o q ue da se pode der da ria en ten der  c omo da forma de n cao assu star as c rin coretz as, ma serpente do sete min u t os na sala, rr, s en do dele pre sin det e em fun sao es, é por co nse q u en cia c home do efe do estado maior, se maior rea gi rato ps, é por vaso da primeira pera nt do circulo do b om s en soc, q ue do circulo da sa da bia, é estva a de ix ar cor rato do ero roma marfim, c omo a qui se di zorro,  p o is sena dp s  o ub esse , ce rta tam am , mente,  te ria rea gido com da primeira pr on ti id dao q ue se espanhola pera do doc da ar

Monday, September 27, 2010

prova do perjurio do ex presidente bush e consequentemente prova do conhecimento previo do atentado e portanto tambem, prova , e suporte da acusaçao de pertença ao grupo dos conspiradores

por vaso da primeira, a do per juri o,  do e x pr e sin det, é bush,  e co nse q u en te maior nt e por vaso do ad circulo do conhecimento,  circulo do one homem  cie maior nt circulo da, sociedade de informação, in for maçao, c on he cie maior nt circulo do pre vaso do io do atentado, é porta nt o por vaso da primeira e es vaso do porta, primeira da acusação, ac usa ºcao de per ten ça espanhola cao do grupo dos conspiradores

este vídeo prova que o então presidente dos estados unidos da america, estava ao corrente do que se ia passar antes de ter acontecido, pois só assim poderia ter respondido desta errada forma, visto que como aqui se diz, não foram transmitidas inicialmente imagens do embate desse avião

este vaso id deo por vaso da primeira q ue o en tao pre es sin det e dos estados unidos da america, estav cao da corrente,  doque se da ia p ass da ar ant espanhola,  de teresa ac on tec id o, p o is serpente do circulo da ó as si maior  pode da ria teresa r es pond id o de sta da e rr ad da primeira forma, vi s toque c omo aqui se di zorro, n cao da forma t ra sn mit id as inc cila lam am , mente,  ima ge ns de esse cobra em bate de esse avia circulo

isto é também crime de perjúrio com vista a ocultação da verdade, como se bem se recordam também aconteceu antes com bill clinton

is to é tam am tambem crime mede per juri circulo  com vaso do ista primeira da ocultaçao da verd ad e, c omo se b em se reco rato dam am tam am também aco nt teceu ant es com  do bill circulo do l in ton, circulo da china

assim sendo prova também a acusação de participação na conspiracia, e por extensão do cargo que ele levava na altura , obviamente a mais elementos do mesmo governo

ass si maior da se dn circulo da por vaso da primeira , também a primeira da acusação , de p art tic pa sao espanhola na co ns pira cia, é por extensão,  doc circulo do argo,  quadrado eu  dele , l eva ava ana al tura , ob via am, mente, a primeira  mais, fr,  dele , lem en t os do mesmo do governo

pois este crime neste aspecto provado, nos diz ainda que estava em curso um atentado ao estado de direito, ao sistema democrático e aos próprios estados unidos, ou seja uma conspiração ao mais alto nível com conluio e participação activa  de entidades das mais altas do estados unidos da america, daqui se pode deduzir igualmente crime de traição 

p o is de este crime , nest é as pe ct o por vaso do ad circulo, nós di za primeira inda que est ava em urso do rio,  um do atentado,  cao do estado, o  de direito, cao sis t ema emo cc irc culo do rt tico, é primeira do os por rp rio s es sat td os uni do serpente d c circulo do vaso do seja,  uma co ns pira raçao cao mais alto nível, macon dos cios, bacon,   fr elevado,  com c on l u i oe p art i cip aç sao espanho da al da revista activa,   de en t id ad es das mais altas,  do estados unidos da america, do quadrado qui da se da pode dedo vaso uz ze rato  i g ual lem nt e crime de traiçao, é o crime da cruz da rai sao espanhola 

prova da conspiraçao americana na matança larga das torres, a queda do wtc 7

pro da ova da co ns pira da raçao a mer c inana mat ança es l arga das torres, primeira queda do dp  t c 7, time do code, grupo seven

como aqui se prova, a queda deste edifício é totalmente distinta da queda das torres ou seja, neste edifício, se ve o que normalmente se ve nas quedas por implosão de que já falamos há algum tempo atrás, pois o edifício cai inteiro sobre a base que é ceifada por cargas que como aqui se diz, geralmente são colocadas antes durante períodos de cerca de duas semanas para uma implosão desta dimensão como se diz no próprio vídeo,  ou seja prova isto, que estava planificado a destruição desta torre com antecedência, ou seja, é prova de crime de conspiração e   levanta ainda  uma outra questão, da sua razão, e a razão,  aponta que ali se de alguma forma terá sido instalado o centro de controlo parcial da operação , o que nos dá uma razão lógica para depois ela ter ido abaixo de forma a não deixar vestígios

c omo a qui aqui da se da  ise pro ova, primeira da queda d este ed di fi cio é tota lem nt e di s tn ata da queda do as das torres o vaso do  seja, nest primeira do edificio, se ve circulo q ue norma l mente s e ve na serpente das quedas por im p lo sao deque já f ala lam am amos h á al gum te mp o at r as, p o iso edificio cai ine t rio s ob r e a base,  q ue é c ei fada por c arga s q ue c omo a qui se di zorro, ge rale lem nt e sao c olo c ada s ant es duran te per id os de c e rca de se is se mna s ap ara uma im p lo sade desta, a da dimensao, o vaso do seja pr  vaso da priemira de isto, q ue estva pala lan ni fi cado primeira da d es t rui sao es de sta desta torre com ante tec ed en cia, o vaso do seja, é por vaso da primeira as sima co ns pira raçao e a inda sele da onda van t a uma outra q ue sato, d r aza oe,  é primeira ar aza circulo da ap on t ac q ue ali sede del gum a forma teresa ra s id o isn t ala do o c en t rode dec cc on t rolo p ar cia l da o pera raçao , o q ue nós d á uma r aza o logica pa da ar d ep o is dela teresa id o  ba i xo de forma a na circulo  de ix da ar v est ti gi os


neste vídeo como em outros com as comunicações dos bombeiros que ali se encontravam, é claro que eles forma avisados a partir de um determinando momento que a torre ia ser implodida e portanto prova isto que essa implosão fora preparada antes, e ainda por quem se atribui esta informação, ao homem proprietário delas


nest e v id deo c omo em outros com às co muni caçoes es, do s b om be iros rosque, porcos,  al ise en  contra ava, é c al roque deles,  forma av isa sados primeira p art tir de um det rto ps emi indo mo men toque da primeira torre,  ia ser rim p lo dida e porta nt o por vaso da primeira is to que dessa cobra da im p lo sao for a pre da parada, campo de ourique,  ant es, é a inda por q ue maior  ms se at rib ue e sta in fom maçao, cao do homem proprietário delas

a cobertura que no inquérito foi feita também a esta prova, demonstra e prova ainda que as mais altas autoridades da america nesse momento, assim o ordenaram, o que faz delas todas sem excepção, automaticamente cumplices do crime de ocultação e obstrução a justiça e de suspeita de crime de atentado contra a america e o povo americano

primeira doca aa , a dp aco circulo  c ob e rato reel time da tura q ue no inq ue do rito , foi feita,  tam am tambem a primeria e sta por vaso da priemira, demon st ra é por vaso da primeira,  a inda q ue ás mais altas, elevadas,  au tori ed ad es da am mr mer cia ness e mo men to, as simo ordenaram, o que é do f az delas,  todas se mex cep º ao, au tom tica cam mne maior nete cu mp lic e ratos serpente  do crime,  de co u l taçao é ob s t ru çº ao da primeira da justiça,  é de s u peita de c rato da mede a ten t ad contra da primeira da am erica , é circulo do 101 do p ovo americano

a prova da termite na queda das torres,

a pro da ova da t rem emi i t e n a queda das torres,

um outro vídeo disponível na net, mostra a mesma matéria em fusão no solo depois da queda e um home creio que ligado as bombeiros que recolheu uma amostra que depois foi analisada confirmando o que se ve e se analisa neste vídeo, significativo e prova também do crime de conspiracia, o facto, de o professor que fez esta descoberta ter sido afastado de funções

um outro v id deo di s p oni v el na net, mo st ra da primeira dame da mesma,  mate da ria em fu usa sao no s olo, ca pita tam am , ge vaso das estrelas,  d ep o is da queda , é um home c reio q ue liga gado ás bo mb eiro s q ue reco l h eu uma am ostra q ue d ep oi s f oi ana lisa sada c on fi r man do o q ue se v e e se ana liza nest e v id eo, si gni if fi cat ivo é por v a tam am tambem do c rime mede dd da co ns pira cia, o f ac ato, deo pro f ess sor q ue de fez e sta deco be rta teresa s id o af as t ad o de fun ço es

curioso se bem vos recordais, pois no outro sobre azul, dera eu conta em analise sobre esta matéria, em tempo ido, de uma teoria do processo da implosão, material tipo espuma expandivel que se usa no inteiro das paredes e que poderia ter sido anormalmente expandido, o curioso, é que a cor dessa material é semelhante, sem obviamente o brilho e a intensidade luminosa, a da térmite a arder

cu rio s o sebe maior do vasp dp os reco rda is, p oi s no o ur roso br e a z u l, de ra eu conta em ana lise s obre e sta mate ria, em te mp o id o, de uma teo ria do por c esso da i mp lo sao, mate ria l t ip o es pe uma,  é x pan di v el q ue se da usa no inte iro das par red es e q ue pode ria teresa s id o ano r mal al,  mente, é x pan dido, o cu rio s, é q ue primeira do acor dessa mat ria l é seme l h ante, se maior ob vim man anet o br ilho é primeira  in ten sida de l lu mino sa, ad a ter mite primeira  ard der


si, serpente primeira falo circulo do primerio da dp, do moviemnto,  m ov ie maior nt delta circulo, bailarina, x da estrela, q ue pa rece a inda dec lina r em alemanha tam bem, segundo maior do dp, mu ti bando do invertido

 

outro vídeo sobre o mesmo assunto da térmite, com descrição do eventual local de onde podera ter vindo e das características técnicas de composição e funcionamento

dp u t r o v i d e o s ob reo circulo do mesmo,  ass un to da te r mite, com dec ric sao es do even tua l l ocal de onda pode r as teresa v indo, é das cara teri s ticas tecnicas de com pi sc sao e fun cio na men t o



prova

as duas imagens expressas no céu aqui relatadas, as ultimas, o figura do pássaro de fogo, remete para a forma da frigideira do spagetti com camarões no vídeo aqui gravado no dia 9 11, e ainda para uma figura da expo 98, circulo da pera, opera,  ou seja desse tempo, na expo, a cor de fogo que  foi visível no céu, é equivalente a que se vê no principio dentro do wc, shell s, energia, e uma bola de fogo como a térmite que foi detectado nas torres, e que provavelmente vinha nos aviões, e o fogo sobre  a lua, reproduz a mancha isobárica, que se ve na parede do wc,


as duas ima ge ns express as no c eu a qui ratas dela ata ad as, as u l t ima maso fg ur a do p ass aro de fogo, reme te para da primeira forma da fr i gide ira do spa getti com dos camaroes,  no vi ode a qui g r av ado no dia 9 11, é a inda para uma figu ra da expo 98, o vaso do seja de esse cobra ram  te mp o, na expo, a cor de fogo q u e  f oi v isi v el no europeu,  é q u ei iva al lente primeira q ue s e ve no prin cip o d en t rodo dp circulo da, shell serpente, concha, , energia, é uma bola de fogo c omo da primeira te r mite, for mig a,  q ue f oi dec teta ac cd donas torres, e q ue por v ave lem nt e vinha nós avio es, é circulo do fogo sobre  al ua, r ep pro du za da mancha, gb,  iso ba rica, q ue s e ve a parede do dp circulo
c,

uma experiencia errada com resultado mais ou menos certo

uma e x per ien cia e rr ad a c om r es sul t ad o mais o u m en os ce rt o

como muitas vezes acontece, pelo erro se entende a verdade, há talvez duas luas, quando dei conta que mais uma vez me tinham fodido o único gravador vhs que aqui trago, detalhado em ouro sobre azul,  e que me permite codificar algumas das minhas obras, me lembrei que tinha ainda um betacam portável, um bts, 5 p

c omo mu it as v e z es ac on tec e, p elo erro se en t en dea primeira verd ad e, h á t alvez du as das luas, qua  n do dei conta, q ue massi uma vez me tinha ham am fo dido, o uni co gravador v home  serpente q ue a qui t rago, d eta alhado em o u roso br e a zul e q ue me pe rim te co di fi car al gum as das min h as o bras, me lem brei q ue tinha a inda um bet a cam port ave l, um bt do ts, estrela puta

mas nem me lembrava ao certo se ele permitia playback de material pre gravado, nem mais tinha o alimentador, que neste caso é um conversor de dc para ac ,. pequeno pormenor sobre corrente eléctrica que também nem recordava ser característico deste gravador que se acopla a câmara, do ck ab ble

ma serpente ne maior, me lem br ava cao ce r to ze se dele, per mit ia p la y ba ck de mate ria al pre g r av ado, ne maio do mais da tinha do circulo do al im en t ador, q ue neste caso, é um c on ver sor de dc para do ac ,. pequeno pro rome enro, prometeu, s ob re cor ren te eel c t rica q ue tam am também ne maior mr e cord ava ser carat eri   s tico de este gravador, q ue se aco da pola a cama ra, do ck ab ble

assim liguei a um transformador electrónico equivalente ao que aqui trago nos tectos falsos de corrente ac, e o resultado foi, pancadas internas nas peças moveis que este gravadores tem, como se de repente os circuitos não soubessem para que direcção andar, como uma serra, de tico tico, um bocado como na diferença entre os dois sistemas de corrente, o ac e o dc, no fluxo do movimento dos electrões

ass si ml ligue ia um t ra sn for mad ad door dele c t r oni co eq u iva lente cao q ue a qui t rago nos tectos falsos , de co rr en te do ac, é circulo do r es ul t ad o f oi das pancadas internas, nas pe coretz as moveis, q ue este gravadores te maior, c omo sede r ep en te os circuitos n cao s o ub esse maior do para q ue di reç cao es anda da ar, c omo uma serra, de tico ti co, um bo cado a luz da difer rn ça en t re os do is sis t ema s de co rr en te, o ac é circulo deo de dc, no flu xo do m ov ie maior nt o dos lee c t rato do circulo do espanhol

me recordei da teoria do carvalho fernandes do erro continuo aplicado ou melhor traduzido por aquele computador que cada vez que um erro de calculo se dá, uma bola choca contra a parede, termodinâmica, vide ref no ouro sobre azul, mas o importante nisto, em relaçao ao processo da queda das torres, é a utilização da frequência na instalação eléctrica do edifício, e ao que aprece na mistura dos dois sistemas padrao, o americano, dc e o ac , usado por exemplo na europa

me reco rato dei da teo da ria do carvalho fernandes, o do erro c on tin u o ap li cado ou mel hor t r ad uz id o por daquele co mp pu t ad dor q ue c ada v e zoro q ue um e r rode c al culo seda acento, uma bola cho ca contra da primeira da parede, te r mo dina am mica, v ide ref no o u roso br e a z u l, maso im porta nt e ni st o, em relaçao,  cao por c esso da queda das torres, é primeria u til iza sao dea es fr eq u en cia na instalaçao dele t ric ad o ed di if fi do cio, é cao q u e a p rece na mistura dos do is sis t ema s par cao do circulo  americano, dc é circulo do ac , usa sado por e x e mp l on a europa


a fonte de energia, no local, já aqui foi abordada, e até deitada abaixo de seguida, pelo que recebeu sete biliões de indeminizaçao, pela matança dos seus concidadãos, exactamente para apagar os traços desse passe técnico

primeira fonte, a de energia, radio,  no l ocal, já a qui f oi ab o rda dada, é a té deitada abaixo de se guida, p elo q ue rec e beu dos sete bil io es de inde mini iza sao es, p ela mat ança es dos se us c on cida daos , é x ac tae maior nt e para a pa g ar os t ratos aços es desse , do p ass e tecnico

como os rapazes não estavam seguros que funcionasse, os aviões levavam, um material que pela temperatura que liberta na combustão, permite cortar aço como faca quente em manteiga, mas não foi este o processo principal,  os aviões foram provavelmente  telecomandados,

c omo os ra p az es n cao est ava vam seguro, ps serpente q ue fu bn cio na ass e, os avioes l eva ava vam am , um mate ria l q ue p ela te mp cruz e rat da tura q u eli be rta ana co mb us tao, per mite co rtar aço c omo faca q u en te em mante i ga, ma s n cao f oi este circulo do por esso pr rin cip al,  os avio es da forma tele comando dos dados, p e l a n o r ad

curiosamente depois de escrever sobre  a tal mulher, num video na net, se ve uma simbolizada aos comandos de um dos aviões que choca nas torres, mas a chave disto parece ser simbólico, visto que nao creio que o material vídeo de qualidade amador, permitisse uma tao nítida ampliação como mostrada, ou seja a isto tem que se junta o desenho que esta por detrás de bush na escolinhas do povo pequenino, onde se ve , o andar de bicicletas, ou seja o remoto feito com outro tipo de energia, ainda, vide ref ouro sobre azul, sobre andar de bicicletas e das qualidades de bush para pedalar

cu rio sam am mente, d ep o is de es c reve rato s ob rea primeira da tal mulher, num v id eo na net, s e ve uma si mb o liza zada a os comandos,  de um dos avio es q ue cho c ana s torres, masa c h ave di sto pa rece ser si mb o lic o, vi s toque n cao c reio q ue o mate ria l v id eo de q ual id ad e am ador, per mit ti s se uma tao ni t id a am p lia sao es c omo maior ostra ad a, o vaso do seja primeira is to te maior do que se jun ato de s en ho q ue est por det ratos as de bush na es co linhas do p ovo pe q ue nino, onda da s e ve , o anda rato ps de bic cic l eta s, o u seja o remo emo moto ei to c om outro t ipo pode en r g ia, a inda,  v ide ref o  ur os ob r e z ual, s obr e anda da ar de bic sic l eta seda s q  ual id ad es de bush para ped al ar
com que então simbolicamente enterrando meu nome em meu local de nascimento, que pecado mortal, cometeste, que ardeis bem, senhor, é meu voto

Sunday, September 26, 2010

sobre o psi, ref, amoreiras, da bomba nuclear na russia, como aqui aparece em texto recente anterior, estou olhando a imagem de chavez que me olha no frame de um dos vídeos aqui publicados, ze ei it ge est ad dd den d um, e a posição da mão dele aponta o que aqui é a segunda coluna do papel onde como ontem narrara, trago o rato do pc, pela posição, aqui, leio, se de um comix, co com mix, ou mex, dog ene ero do underground, wilson, que é nome de psi, tem sido traduzido enormemente e reeditado sem autorização nem pagamento de direitos, parece o que se passa continuamente com a minha propria pessoa, na Europa e particularmente na Alemanha, ne n hu uma ant log ia dos undergrounds, metros, co mix fi car ia com p eat se maior wilson,wilson é igualmente laminas, marca, que de nov aqui entrara, a cobra cinza, ou seja antiga dos azuis,

s ob reo circulo do psi, ref, amo rei das iras, da bo mba buc lea ar na russia, c omo a do qui aqui, ap a rece em tex t o rec en te ante do ior, est o u o l h ando da primeira ima ge md e c h ave e z q ue meo primerio homem no fr a me de, um dos v id e os a qui pub l ciados, ze ei it ge est ad dd den d um, é primeira posi sic sao es da mao dele, ap on ta o q ue aqui é a segunda co luna do pap el onda c omo on te maior mna na rr ara, t rago do circulo do rato do pc, p dela posi sic sao es, aqui, le io, sede um co mix, co co maior do mix, o vaso do mex, dog ene ero do un der g r o un d, wilson, pedro wilson, q ue é no me de ps psi it em s id o t r ad uz id o en o r men mente, é re e ed it ad o se maior au tori za sao es ne mairo pagamento de direitos,spa, pa rece do circulo q ue se p ass a c on tin ua primeria am que mente, com da primeira min h a por rp ria da pessoa, na euro ap e p art ti cu l ar mente na al ema man ham da alemanha, n en home vaso, uma ant log ia dos undergrouns, metros, co mix fi car ia com p eat se maior wilson,wilson é i gual lem nt e lam das minas, mar ca q ue de n ov aqui en t r ara, a cobra cinza, o vaso do seja antiga dos azuis,



fan z ino log ia bd setenta o u sete circulo serpente da grphic story maga z ine gata hen wilsom ft harry harrison ploc Manuel ribeiro chula, o chulo do Manuel ribeiro f ala to ff do graphic story, gb ,maga zorro inee é isto de um tintim, que trás a orelha quebrada, numero vinte e sete de vinte e quatro do onze de setenta e três, que estava na estante do quarto de meu filho, aqui, e que abrira em dia recente, pois uma chave me aparecera, quando andei de novo a volta do texto da matança em beslan, um texto que foi publicado no outro sobre azul e que trago impresso, e que me saltara de novo a mão, vindo da bota do arquivador, em tempo recente

fan z ino log ia bd setenta o u sete circulo ser pen ted a g rp hi circulo do s tory da maga z ine gata he en wilsom ft harry harri s on ploc man eu primeiro do ribeiro, cds, chula, o chulo do man eu l ribeiro f ala to ff do graphic story, gb ,maga zorro inee é isto de um tintin, que t r as cao r el h a quebrada, nu mer ero vinte e ste de vinte e ua t rodo do onze de sete da teta e t r es, q ue estav na est ante do quarto de me vaso fil h o, aqui, e q ue ab r ira em dia rec en te, p oi is uma c h ave me a ap rec cera, qa un do andei de n ovo da primeira vol t ad o tex t o da matança em beslan, um tex t o q ue fo ip ub l ciado no outro s ob rea rosso do azul e q ue t rago ago im press o, e q ue da me sal tara de n ovo primeira mao, vaso indo da bota do arqu iva ad dor, em tempo recente


onde lie circulo, p ass sate serpnet at e em po, t in ti ni ne men en t circulo , o t in tim da cruz este, robin da mata, em dezembro di fere ren cortez as, onde leio no desenho

cruz tuberculose dupla das libras, ou seja gbm, qaudrado da cruz do segundo, igual ao sete do s emi arco, can tora das ãrtes, do anzol dos pa tin s prdunece , prudence má, segundo la, rivais, mira ide ap ó serpente quadraddo eva  a tige a sa, do nascente t al  riaga emi t a sete au, pb, f ata l infinito a g acento primeiro, aida, qaudrad pra nono, mi, ir te lo a s rato dez ad o rato da ar assa i do onze d ota rato ps l do ar d 12 asas aros sao do traço ingles do tintin de este, primero so segundo , segunda do treciro, qaudrado do quarto, circulo da estrela segundo sexto, segundo do robin da mata em dez dife traço ingles r en cas es, l arg ur a do cinturao do robin da mata, segundo es paço entre circulo do qaudrado é o circulo da sin da al, cruz, treceiro do traço da estreça do xerife, som, mao de robin da ester lada das correias dos patins do xerife, co mp rim en t o do cachecol do xerife, sete fi vela do cintuao do xerife, infintio com pri men t o do cabe sao es do robin, nono do traço do ponto e e x circulo la lama maçao, lodo, dentro do bal cao dez do traço do nariz do xerife

poe det rato as , por detras da folha, a atlantida, do ed g ar do pierre do jacobs, o dos pequenos mosaicos,  mosi mosa iacos, ou seja do pal a cio fronteira, ata la t id a, g rupo paulo branco 

est e xerife tras bigodes com o da secreta que voou no carro na av da liberdade, 

na outra folha que e sta  a b e r t a, o c ava le iro ard dent en cruz , o do circulo do tesouro do mago, c ava el iro ardent, uma das minhas historias do tintim de sempre preferidas, ardent, fan ny 

vide ref ouro sobre azul, da visita da fanny ardent, concerto da miza,  ao d maria segunda, a linha, lina hd o do toiro infectado , o ex pol cia judiciario, no lançamento do livro em cima, telema, e em baixo,  bi xo,  o jose manuel fernandes com o lançamento de uma  escritora, es rito ra chineza

o bi do xo do jose do  manuel  fernandes, fr, o ub lico, o do publico

à questao  russa voltarei

explciaçao de um dos pontos que surgiu nos textos de dia quinze do corrente, no beijo à julia

extractos do escrito e publicado no dia quinze deste mês, neste blog, pois estas linhas que me parecem agora ao de novo rele-las, pouco claras, como se alguem as tivesse alterado, são o ponto da analise , num dos aspectos que de novo apareceu na mesa sobre o porque da queda das torres em nova yorque


é x t r ac ato sd circulo do es circulo do rito, pedófilos, e pub li cado no dia quin ze d este mês, mes es maconico, nest e b lo g , p o is e sta serpente das linhas, q ue me onda pa recem p o u co clara sc omo se ual g h ue maior as ti v esse al teresa r ado, sao do circulo do ponto da ana lise , nu md os as pec t os q ue de n ovo ap a receu na mesa, madrid, s ob reo por q ue da queda das torres em nova yorque

assim mais ou menos rezaram no que se encontra neste blog se ainda não mais alteraram, para confundir este aspecto importante para se entender esta historia

ass s si maior do mais, o u men s o r e zaram noque da se en on t r ano blog , 2003 ,se a inda n cão mais al teresa rato aram, para c on fu di rato de este ., as pet co im porta nt e para se en ten der e sta desta hi s tori a, a desta historia,

já reparou quão fantástico, reduzir a explicação a um jogo de xadrez entre um deus e um diabo, que fora assim que as torres caíram nessa batalha, pois caem torres aí e também aqui como mais uma vez recordei,


já r epa aro vaso do qua do circulo do senhor fantástico, red uz ira da primeira, é x p lic do cação da a um do jogo de xadrez godo xa ad dr é zorro, en t re um deus e um diabo, q ue for a as si maior q ue ás torres ca íram ness a bat alha, p o is cae maior das torres aí, e eta tam am também aqui c omo mais uma vaso e zorro reco rato dei,


en tao c rim crime teresa da ria q ue teresa deco rr id o as si maior, md dos dois, um deus e outro diabo, mel hor di zen do do is diabos q ue sao de uze ze es, o vaso do seja q ue te m al gum pode der, figu r as de pr o a de du as dos f aço es o postas, ob via am , mente, lide der es para est ar rem elevados, p delas r es pec t iva serpentes das  hostes, p o iso g ove rn dp as bia, te ria am q ue ser en tao cab beças de c ad a p art id o, d ep o isa primeira qui dez primerio do circulo de fez bum, fo ise sea primira acor rato ps , é r in v en tar , uma capa, um vaso do eu, en q ua nt circul do to ze, se p en s ava se ria am mente , li mp ar da primeira merda,

ora com uma merda daquele tamanho numa luta que tinha sido oficialmente promovida entre bastantes de pelos menos dois grupos, como um combate de pugilismo, terão que ser feito acordos entre as cúpulas dos dois e garantindo que correria uma versão que distraísse os adeptos de procurar a verdade onde ela estava, uma ilusão , um primeiro passo de emergência perante o tamanho dano, da arte de como bem fugir para a frente em direcção sempre progressiva do afastar da verdade

o ra com de uma da merda, a ad daquele tam anho nu ma luta q ue tinha s id o o fi cila lam am , mente, pro romo ov id a en t r e b ast ant es de p elos men os do is g rup os, c omo um com bate de p u gil is mo, terao q ue se r f e it o, feito, acord os en t re as cu p u l as do sd o ise gara ran t indo q ue cor r e ria uma ver sao q ue di s t rai s se os ad pet os de por c ur ar a verd ad e onda dela estva, uma mai lusa usa sao , um prime iro p as sode e mer gen cia pera nt e o tam anho do ano, da arte de c omo b em fu gi rp ara primeira fr en te em di re sao es se mp re pro gres s iva do a fa sat rato da ave ver dade


e quão fantástico seria se assim fazendo a queda, por um combate entre dois, a evidencia da actualização do seguro feito sobre as torres em véspera, fosse criada para cobrir este ângulo de visão, ou seja , desviar a possibilidade deste entendimento, com um motivo falso, mas que é também real, pois essa transacção financeira foi na verdade feita, e como disse em vídeo recente, este é um abismo que se abre na consciência de todos, a realidade de concidadãos, ganharem com a morte dos seus


eq vaso do cão fantástico, se da ria se as si maior do luis fazendo primeira queda, por um com bate en t delta tyre, pn e us, sa patos a pt os, red dos dois, a e v id en cia da ac tua liza sao es do seguro, ps, feito, s ob re as torres em vaso da és pera, fosse c ria ad da primeira, para cobrir este ângulo, de visão, o vaso do seja , d es via ra p os sibil bil id ad ed de este, en ten dim en to, c om um m ot ivo f al s o ma s q ue é eta tam am tabem rea al, p o is essa t ran sa sao es fina ac ce da ira fo ina ver dade, feita, é c omo di ss se em v id deo rec en te, este é um ab is moque se ab br rena co ns cien cia de todos, a rea l id ad ed e c on cida ad do es, gan harem com da primeira damo da morte dos se us


a isto ter sido assim, desvela a existência de uma teia de corrupção politica ao mais alto nível dos dois partidos, e que portanto o regime democrático esta posto em causa, e um atentado ao estado de direito esta em curso, isto é a configuração de um golpe de estado, ou pelo menos de uma tentativa

a is to t e rato s id o ass si maior, d es vela a e xis tên cia de uma te ia de corrupção politica, cao mais alto nível dos dois partidos, e q ue p o rat tnt dp re gime demo c rat ico e sta p os to em ca usa, é um a t en t ad o cao do estado, de direito, e sta em c urso, is to é primeira c on figu ração de um gol pede estado, o vaso p elo men os de uma ten t a t i v a


esse deus e esse diabo que jogam xadrez com torres e matanças de foice larga, trazem muita experiência dentro de si, recordam por exemplo que a verdade tende a tender ao de cima, como o azeite dentro da agua, e portanto fruto da experiência de terrorismo de estado na vertente de abuso de poder, sabem que é de convininecia encontrar bodes expiatórios, pois mais tarde ou mais cedo sabem que virão a precisar


ess e d e use desse cobra diabo q ue jo gam x a d r e zorro com torres e mat anças es de fo ice l arga, t r az ze maior mu it a e x per iên cia d en t rode si, reco r dam am por , é x em p l o q ue a ve r dade t en de a t en der cao dec ima, c omo circulo do az ei t e d e n t roda agua, e porta nt o fr ru to da e x per iên cia de te rr o r is mode estado, na vert en te de ab us o de pode rato, sabem, q ue é de c on vin i ne cia en contra bode s e x pi a tóri os, p o is mais t arde o vaso mais ce d o ,sabem, q ue v irão a pre c isa ar

e já reparou ainda quão mais fantastico seria tentar por exemplo, a outro matar, para lhe ficar com o filho e para isso se tivesse andado a montar, a consequência pratica dessa equaçao, criando essa percepçao das gentes, de que era um diabo, para dessa forma, o marcar, envolver, e depois de muitos, os necessários , acreditassem, então o matar

e já r ep aro vaso da a inda quadrado do vaso do cão mais fantas tico se ria t en tar por e x e mp lo, primeira de outro mat da ar, para l he fi car com do circulo do filho e pr a iss circulo da se t ive esse an dado da primeira mon tar, a co nse q u ên cia pr a tica de essa eq ua sao es, c ria n do dessa cobra per ce p çao es das g en t es, deque e ra um diabo, para dessa forma, circulo mar car, en volver, e d ep o is de mu it os, os nec es sários , ac red dita ass em, en tão o m a t ar,

mas esta ultima consideraçao, é do campo das consequencias e não das causas, ou seja sempre se sabe pela historia que na sequencia e como consequencia de actos de terror , alguns no meio da turba, sempre aproveitam, para tentar queimar a outros nas vezes e até, por meras razoes de confronto pessoal em outros planos, e com outros contextos, c one net x t os, co mp lem anta mente, completamente distintos, e tal acontece quando, esse ou esses fazem a muitos, os bastantes, crer que esse determindo grupo ou individuo pode ter estado por detras da queda , ou seja de que desgraça for,

mase sta u l t ima c on side der raçao, é do ca mp poda s co nse q u en cias e n cão ds ca ua s, o u seja se mp r e se sb ae p ela , a da historia, q ue na seq u en cie c omo co nse q uen cia dea actos de t rr o rato , al gun s no me io da t u ur rba, se mp r e ap pro rove it am, para t en t ra q ue imar primeira de outros nas v e ze se a t é por mer as r az o es de c on fr o nt p esso al, e t a l ac on tec e qua n do, esse o u ess es f az ema primeira de muitos, os bas t ant es, c r e r q ue desse obra det e r min indo dog rupo ou indi v id u o pode teresa estado por det rato as da queda , o cv a so do seja deque d es g r aça for

acima defino esses dois como um diabo e um deus, mas na verdade melhor e mais justo sera dizer, nesta equaçao, dois diabos que sao deuses


ac ima de fino ess es do si c omo um diabo e um de uz, mas na verd ad e mel hor e mais just se ra di ze rato, nest a eq ua sao es de dois diabos q ue sao de use es

e se duas cabeças de dois grupos se defrontam tal nos leva a equacionar o porque do confronto, que é tambem um dos caminhos para nos levara a entender a verdade do que na realidae aconteceu, pois uma luta tem sempre uma motivaçao

e se d ua s cab beças de do i s g rupo s se de fr on tam t al nós l eva primeira erc u cio n aro por q ue do c on fr on toque é tam am tambem um dos ca minho s para nós le vara a en tender a verd ad dedo q ue na rea lida e ac on tec eu, p o is uma luta te maior se mp re uma m ot iva sao es

à luz do que se desvelou nestas ultimas linhas, tal apontaria na aparencia, ou como possibilidade, a existencia de um terceiro factor, uma mulher, e uma luta motivado por posse ou assim disfarçada se apresentando, pois entendeer esta possibilidade em sua maxima extensao, é até pensar que a mulher podera , com base em falsa historia de amor que montou, o ter assim feito, porque na realidade queria de antemao que esses dois homens se confrontassem, ou seja este exemplo das motivaçoes deste quadro, sao vastas em possibilidades de motivos e consequentemente possibilidade de diferentes e processos operativos e abre por assim dizer um campo muito vasto de possibilidades, a não ser que o conteudo da imagem do beijo, tiver feito preciso eco em termos de eventos e de ids na america

à luz doque da se d e s velo vaso nest as u l tim as das linhas, t al ap on tar ia na a pa ren cia, o u c omo ps os sibil di iade, primeira, é xis ten cia , ou seja rita ferro, laurinda, de um te rc eiro f ac tor, uma mul her, é uma luta mo t iva do por posse o u as si maior di s f ar ç ad a es se ap rese en t ando, p o is en ten de er e sta p os sibil di iade em s ua da maxima extensao, é a té pen sarque da primeira mul her pode ra , com base, em f alsa da historia, de mao rato q ue on to u, o teresa as si maior, feito, por q ue na rea l di iade q ue da ria de ante da ema da mao q ue desses dois homens, do si homens da se c on fr on tasse em, o u seja jade de este, e x em p lo das m ot iva ço es d este quadro, sao v ast as em p os sd di bil id ad es de mo t ivo ss o p ue co sn 2 seq un te mente , de di feren ça e por esso s o pera rat iv os e ab re por as si maior di ze rato rum cam po mu it v as to de es pe cu la çao es, a n cão ser q ue circulo do conte do vaso do dó da ima ge d o beijo, ti ver feit, pr e c iso e co em te rm os de eventos, é de i d s na am mer cia

dentro deste quadro, como sub quadro, á luz do que se develou recentemente, nos desenhos aqui publicados das torres, o aviao, que é simbolo do arpao aviao, que se figurou num dos desenhos ao ser desenhado, remete para baleias, ou seja imagem de um diabo, e portanto se poderia por consequencia logica, deduzir que um deles, um dos que batalharam, estaria ligado das torres, ou seja, ou lá vivia ou lá traria escritorio, ou seja ainda por extensao, do grupo dos grandes agentes financeiros que tao bem o perfil, um deste ultimos extractos do documentario aqui publicado, ilustra

d en t rato circulo deo de este quadro, c omo serpeet do vaso qua a d r o, cabo acento da luz ,doque se d eve lou rec en te mente, nós de sen h os a qui pub li cado s das torres, o via dp si mb olo do ar a pao avai o, q ue se figu rato circulo do vaso nu md os de sn ho sao se de sw en h ad o, reme te para bal ei as, o vaso do seja ima ge md, é um diabo, e porta nt circulo do to se pode da ria cruz circulo rato co nse q u en cia logica, edu ze rato q ue de um deles, um dos que bat alha rm, est aria liga circulo das torres, o vaso do seja , o vaso lá vi via, ou l á t rata aria es c rit tori o, o vaso do seja a inda por extensao, do g rupo dos g rand es a gen t es financeiros qe vaso tam am tambem em s eu per rf fil, um d este u l t imo s e t x rac ac atos do doc um en tar io aqui pub li cado i lu st ra

baleias tras ainda nesta historia , um a ref antiga, chiado, livraria bertrand, ou sej de novo grupo dos editores, moby dick, um livro que o laurent uma vez ali comprou e me ofereceu, vide ref antiga, livro da vida ouro sobre azul, e por consequencia acores, o lugar onde aqui se fez em tempos a caça a baleia

bal ei as t ratyo as a inda nest primeira desta historia , uma rfe antiga, chi ad o, li v rato da aria bertrand, o vaso do sej , de n ovo g rupo dos heitores, mob bt delta do dick, um l iv roque do circulo do la ur en t, uma v e za dali co mp ro ue da me p fere c eu, v id e ref antiga, li v r o david a o ur o roso br e a z ul, e por consequncia acores, o lu g ar onda dea do qui da se f a e ze maior te m ps o da primeira da caça, a ab al ei a

baleias, se aproxima ainda do nome de catarina baeliras, que de nov emergira tambem nestas ultimas linhas

bal ei as, se ap rox i m a, a inda do no mede catar ina ba e liras, q ue de n ov e mer gira t am tambem nest as u l t ima serpente das linhas

baleias me recorda ainda a que morreu no Tamisa

bal ei as me reco rda a inda a q ue mor reu no t a am misa
neste quadro, a mulher poderia até ser a hit womam, de por exemplo um terceiro grupo financeiro que estivesse interessado em destruir outros dois, ou até mesmo, uma simples vingança por exemplo, por um abuso, ou de uma morte, de uma filha ou de um filho, por parte de um desses homens

nest e q u ad r o, a mul her pode ria a té sera da primeia hit w onam, de por e x em p lo um t rece iro g rupo fina ac iero q ue est ive s se inter es sado em d es t rui rato dos outros dois, o vaso da a té do mesmo, uma si mp l es vin gam ça es por é x em p l o, por um abus vaso circulo demo de uma morte, de um fil homem da primeira da ova vaso de um fil h o, por p da arte de vaso md do ess es homem ome en ns

de todos as formas, relembro, que o unico motivo directamente ligado com as quedas em si mesmo, é um motivo de natureza economica, pois isto é da natureza dos factos provados, até ao momento, pois na realidade, houve uma operaçao de mais valia, feita com a queda, e como foi em vespera, tal ns diz, que que a fez estaria a par do que eventualemnte se iria passar, ou seja, parece indicar com forte grau de probabilidade, uma relaçao entre esse grupo da operaçao dos seguros que poderao ser os mesmos da operaçao da queda, ou pelo menos conhecimentos de quem o fez


de todos as das formas, rato ele lem bro br broque , circulo do uni co m ot ivo di re cta em nt e lia g do c om as das quedas em si me sm o, é um m ot ivo de na t ur e za economica, p o is is to é da na t ur e za dos f ac atos por v ad os, a té cao mo men top o is na rea lida e, h o uve uma o pera raçao de mais v al ia, feita, com da priemira queda, é c omo fo ie maior vaso da es pera, t al ns di zorro, q ue q vaso é primeira de fez , est aria primeira par , doque event ual lem nt e se iria p ass ar, o vaso do seja, pa rece indi c a r com fo rte g r au de por rb b ab bil id ad e, uma do tribunal da relaçao, en t re esse g rupo da poda da pera da raçao d os seguros, ps, q ue pode rato cao ser os dos mesmos, os da o pera raçao da queda, o u p elo men os c on he cie maior nt os deque emo de fez

e este facto não desdita, que outros grupos,economicos e politicos tenham de certa forma cruzado os braços, perante esta luta que de alguma forma se anunciara entre alguns, pois viram nela uma oportunidade de oiro para lançar uma campanha de nova ordem mundial, ou seja é preciso não esquecer que a realidade é como uma mesmo cebola, e muitas desses interesses se podem sobrepor, mesmo trazendo em si mesmos, cada um, objectivos diferenciados

é este facto, n cão d es dita, q ue de outros grupos economicos e politicos, ten ham am de ce rat forma do cruzado os br aços es, pera nt e desta luta, que de a l gum a forma se anun un cia ra en t re al gun s, p o is vaso iram nela, uma o portu ni dade de o iro para lança ar es, uma cam p anha de n ova da ordem mundial, o vaso do seja, é pre ciso n cão es q ue cer q ue a rea li dade é c omo uma me sm o cab elo, é mu it as de ss es inter ess es se pode maior, s ob r e p o r, do mesmo, t r az en do em si me sm os, c ad a um, ob js tc iv s o diferen cia dps, d ps

cruzado os braços, à espera de colher o negro fruto, ou pior ainda, na sombra tendo tambem posto as achas necessarias para que o fogo bem ardesse e se espalhasse

cruzado os br aços, à es pera de co l her o ne g r o f r u t o, o u pi o ra inda, na s om bra t en do tam am tabem p os to ás achas nec es sarias para q ue circulo do fogo be maior mar arde esse e se es spa alha ass e